Boa Vista Quarta-feira, 30 de julho de 2014
Ano XXXIV
Um Jornal Necessário

EDITORIAS
Cidades
Especiais
Esportes
Opinião
Polícia
Política
Variedades
COLUNAS
Área de Luta
Avivamento
Jessé Souza
Minha Rua Fala
Okiá
Parabólica
Shirley Rodrigues
Comentar   Imprimir
  Enviar por E-mail

Parabólica                


Bom dia!


Data: 30/07/2014

"Não são os políticos os que governam o mundo. Os lugares de poder, além de serem supranacionais, multinacionais, são invisíveis" - José Saramago


PESQUISA
Uma pesquisa que será divulgada, hoje, no Fórum Nacional de Segurança Pública, em São Paulo, revela que 71% dos entrevistados consideram ser possível um trabalho conjunto para garantir a tranquilidade da população. A pesquisa foi feita com 20 mil agentes de todo o país.

EXPERIÊNCIA
Não se pode dizer que isto seja difícil, pois a experiência foi testada com sucesso durante a Copa do Mundo, quando integrantes das polícias Civil, Militar, Rodoviária Federal, Federal, Força Nacional de Segurança e guardas municipais trabalharam em conjunto, sob um único comando.

EGOS INFLADOS
O desafio agora é quebrar a briga de ego e de poder para manter uma ação nessa magnitude. Em Roraima, por exemplo, esta experiência já deveria estar funcionando há muito tempo, mas essa união de instituições fica impensável devido a picuinhas políticas, briga de ego e troca de farpas entre a cúpula.

CRISES
O chefe do Executivo estadual passa mais tempo administrando crises internas dos dirigentes das instituições policiais, por causa destas picuinhas, do que planejando ações contra a criminalidade. Até a Polícia Civil se governa e tem status de secretaria.

EXPEDIENTE
Para quem acha que os políticos ganham muito, têm muitas regalias e trabalham pouco, vai ficar, então, mais surpreso com esta informação: depois de voltarem do recesso parlamentar, os deputados federais irão dar expediente somente por 96 horas até o dia da eleição, em outubro.

VOTAÇÕES
Isto mesmo! Até os brasileiros irem às urnas para escolher seus candidatos, em 5 de outubro, os deputados só deverão dar expediente, em Brasília, nos dias 5 e 6 de agosto e 2 e 3 de setembro. Estes são os dias marcados para votações.

PRIORIDADE
Uma das prioridades até a eleição de outubro é a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias do próximo ano, que ainda precisa ser aprovada na Comissão Mista de Orçamento antes de ir a plenário. Isto significa que a LDO pode ficar mesmo para depois das eleições.

SEM PAUTA
No Senado, a história não é muito diferente. O calendário de sessões daquela Casa prevê oito dias de trabalho até o dia da eleição. São quatro dias em agosto (5, 6, 7 e 19) e mais quatro em setembro (2, 3, 4 e 16). Lá, sequer existem pautas definidas de votação. É mole?

SEMELHANÇA
Em Roraima, a situação não será muito diferente. Embora os deputados tenham tentado limpar a pauta de votação dos projetos mais polêmicos, eles ficaram com a obrigação de votar depois do recesso o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração dos servidores da Área Tecnológica. Depois disso, suas cabeças estarão voltadas apenas para a campanha eleitoral.

CAMPANHA
Os principais candidatos ao Governo do Estado ainda encontram dificuldade para acelerar suas campanhas eleitorais. Enquanto isso, alguns adotam pequenas estratégias, a exemplo da candidata Ângela Portela (PT), que tem usado, nos bairros, serviços de som em carros. Os alto-falantes são ligados bem cedo na zona Oeste.

VISITAS
O governador Chico Rodrigues tem apostado no corpo a corpo, ao antigo estilo que era adotado pelo falecido governador Ottomar Pinto, que não dispensava idas a comunidades no interior e reuniões em bairros periféricos de Boa Vista.

CANDIDATOS
A Folha participará, hoje, do Diálogo da Indústria com candidatos à Presidência da República, em Brasília. O evento, que começará às 10h e se estenderá pela tarde, é organizado pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e ocorrerá na sede da entidade, no Edifício Roberto Simonsen.  

VERMELHO
Os números não fecham e o sinal vermelho vem sendo dado há muito tempo.  Nos primeiros cinco meses deste ano, a arrecadação de contribuições previdenciárias do funcionalismo não cobriu a despesa com pensões e aposentadoria. O Governo Federal já gastou mais de R$ 25 bilhões para cobrir o rombo. O déficit poderá chegar a R$ 65 bilhões no ano, conforme o Tesouro Nacional.

DESCONTROLE
O que se percebe é que há um completo descontrole sobre as obras de asfaltamento e de implantação de esgoto e de ampliação da rede de abastecimento de água.  Ruas estão sendo asfaltadas antes que o esgoto tenha sido implantado. Algumas recém asfaltadas já tiveram valas abertas novamente para obras de esgoto ou conserto da rede de abastecimento de água.

EXEMPLO
Um dos exemplos que mais chama a atenção é o da Rua Yeyê Coelho, no bairro Jardim Floresta. A rua foi asfaltada, depois, valas foram abertas. Em seguida, o buraco foi tapado e a pista recuperada. Depois, novas valas foram abertas, e os buracos terminaram por ser recuperados há algumas semanas.

RETALHO 1
A consequência disto é que o asfalto novo, hoje, está todo retalhado, como se fosse uma obra de recapeamento antiga. E há um trecho em que os remendos estão afundando, numa área que passa por um buritizal, mostrando que o serviço de tapa buraco não foi bem feito.

RETALHO 2
Uma obra de recapeamento, que ficou parecendo um retalho, é o da Avenida Dom Aparecido José Dias, a principal do bairro Cidade Satélite e que dá acesso à casa da prefeita Teresa Surita (PMDB). O recapeamento foi feito à prestação durante longos seis meses. A obra só foi concluída na semana passada e o asfalto ficou com desnível. Imagine se não fosse a via da casa da mais alta autoridade municipal!

 

 

.: Leia Mais :.
29/07/2014
25/07/2014
24/07/2014
23/07/2014
22/07/2014
18/07/2014
17/07/2014
16/07/2014
15/07/2014
11/07/2014
10/07/2014
09/07/2014
08/07/2014
04/07/2014
03/07/2014


.: COMENTÁRIOS :.


.: Publicidades :.






Assinatura Voltar à Página Principal Denúncias Classifolha Fale Conosco Voltar à Página Principal
Copyrigth © 2014 - Folha de Boa Vista - Todos os Direitos Reservados
Voltar à Página Principal Classificados Denúncia Expediente Assinatura Voltar à Página Principal