Por Parabólica
Em 19/06/2018

Bom dia,

ESQUISITA 1
Está cada vez mais esquisita esta viagem inesperada do presidente da República, Michel Temer (MDB), a Roraima. Primeiro foi anunciado que a comitiva presidencial chegaria a Boa Vista no começo da manhã desta terça-feira, hoje (19.06), com desembarque previsto na Base Aérea local. Logo em seguida, Temer e alguns auxiliares tomariam o destino de Pacaraima, cidade fronteiriça com a Venezuela e principal porta de entrada dos migrantes daquele rumo ao Brasil. Eles voltariam de lá, ainda a tempo de participar de um almoço em uma das unidades do Exército em Boa Vista.

ESQUISITA 2
No começo da tarde de ontem, segunda-feira (18.06), o cerimonial do Palácio do Planalto comunicou que a visita presidencial à terra roraimense fora adiada para a próxima quinta-feira (21.06). A coincidência é que na edição de ontem, daqui da Parabólica, dissemos que uma fonte aventara a possibilidade de que Temer viesse a Roraima para sancionar a Medida Provisória (MP) que regulamenta o enquadramento de ex-servidores dos ex-Territórios de Roraima, Rondônia e Amapá, por conta da Emenda Constitucional 98. Dessa forma, a Presidência da República estaria gastando milhões para trazer Temer ao estado, numa tentativa de salvar a reeleição de seu líder no Senado Federal, o notório senador Romero Jucá (MDB).

ESQUISITA 3
Quase na mesma hora em que o Palácio do Planalto comunicou o adiamento da visita de Temer a Roraima, a assessoria do notório Romero Jucá fez divulgar, antes mesmo da publicação no Diário Oficial da União, a notícia de que Temer sancionara a MP 817/16, que regulamenta a Emenda Constitucional 98, aquela que permite o enquadramento de ex-servidores dos ex-Territórios de Roraima, Rondônia e Amapá como servidores do quadro em extinção da União Federal. A eficácia dessa Emenda Constitucional vem sendo considerada por correligionários do notório Romero Jucá como a tábua de salvação para possibilitar sua reeleição ao Senado Federal.

ESQUISITA 4
Assim como os motivos de sua visita a Roraima, a agenda do presidente Michel Temer em Boa Vista também é um mistério, o que a torna ainda mais esquisita. Segundo fontes da Parabólica, bem situada nos bastidores da organização da agenda de Temer na Capital roraimense, mesmo que já tenha sancionado a MP 817/18, o presidente ainda não desistiu de fazer campanha para a reeleição do notório Romero Jucá. Para tanto a agenda presidencial seria engordada com uma visita de Temer ao Clube dos Oficiais de Boa Vista (COB), onde numa reunião festiva seria dito para os eleitores que Jucá foi o responsável pelo enquadramento dos ex-servidores do ex-Território de Roraima nos quadros da União Federal. Tudo bancado com o dinheiro do contribuinte.

PRAZO FINAL
Mais uma circunstância alimenta a hipótese de que a visita do presidente Temer a Roraima, prevista inicialmente para hoje, terça-feira (19.06), estava ligada à sanção presidencial da Medida Provisória 817/18, que regulamenta o enquadramento dos ex-servidores do ex-Território de Roraima nos quadros da União Federal: aprovada por último no Senado Federal, o poder executivo teria prazo até hoje para sancioná-la, transformando-a em lei. Talvez por isso, a visita de Temer tenha sido montada às pressas, para promover o ato de sanção aqui em Boa Vista, com direito à festa eleitoral e tudo. Não deu certo.

CANCELADA
Embora o cerimonial do Palácio do Planalto tenha anunciado apenas um adiamento da visita do presidente da República a Roraima, um deputado federal ouvido pela Parabólica disse acreditar que ela seria cancelada. “O presidente não traz qualquer notícia mais importante para Roraima, apesar de ele ter o poder de resolver grande parte dos problemas que amarram o estado na economia do contracheque chapa branca. Na última viagem para cá, ele prometeu resolver essas questões (Anuência Prévia, Linhão de Tucuruí), entre outras, e nada foi feito até agora. Como ele já sancionou a MP 817/16, e ficaria ridículo, e custoso, vir aqui fazer campanha eleitoral, inclusive com risco de processo criminal, eu acredito que ele, Temer, deve cancelar essa visita”, disse o parlamentar.

DÍVIDA
A Eletronorte já acumula 90 dias de atraso do pagamento de faturas junto à Edelca, empresa venezuelana, que fornece a energia elétrica de Guri para Roraima. Eletrobras, Eletronorte e Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) foram procuradas para falar sobre esse atraso, mas ninguém quer falar sobre o assunto. A última, que parece até piada, é que os pagamentos estão suspensos por conta do boicote ao governo Nicolás Maduro decretado pelo presidente estadunidense Donald Trump, depois da fraude eleitoral que reelegeu o presidente bolivariano para governar por mais seis anos a Venezuela. De qualquer forma, esse atraso pode ser o motivo para que tenhamos o corte da energia de Guri. Será, neste caso, o caos para todos nós.

VICE
Embora as fontes da Parabólica continuem informando que a escolha do vice, na chapa encabeçada pelo ex-governador Anchieta Júnior (PSDB), será feita pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), o deputado estadual Jalser Renier (SD), o presidente do Democratas em Roraima, o deputado federal Abel Galinha, está convicto de que será ungido ao posto. Ele já tem até a quem apoiar para ficar no seu lugar, a partir do próximo ano na Câmara Federal. Depois a Coluna conta o resto.

Parabólica
parabolica@folhabv.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Parabólica
+ Ler mais artigos de Parabólica