Por Shirley Rodrigues
Em 23/09/2017

Com Nada 
* Não é à toa que, perante a Lei, o receptador é tão criminoso quanto o próprio ladrão, pois só há roubos e furtos porque tem quem compre os produtos surrupiados a preço de banana para revendê-los. E aqueles adquirem algo sem conhecimento da procedência, muito provavelmente estão comprando algo roubado. Desta forma, também estão sendo cúmplices desse tipo de crime. A coisa por aqui está tão escancarada, que os ladrões estão anunciando vendas pela internet.

Com Tudo 
* Simplesmente fantástico, o texto “Não quero saber de quem é a culpa”, da premiada jornalista Janaina Souza, que fala da questão dos imigrantes estrangeiros em Roraima. Nele, ela faz um “retrato falado” da atual situação daqueles que deixaram tudo para trás por conta da terrível crise humanitária, que se abateu sobre as vidas deles e conclui dizendo: “Não quero saber de quem é a culpa. Eu só sei que o que não quero para mim, não quero pra ninguém”.

 Mauro Silva e a esposa Ana Rita, em click exclusivo para a Coluna

Aulão
* Quem está se preparando para o próximo vestibular, pode contar também com uma “mãozinha” do Pátio Roraima, que vai sediar o primeiro "Aulão de Biológicas".
* O evento será promovido pelo cursinho Acadêmico News no dia 24 de setembro (domingo) e vai acontecer na praça de alimentação, das 7h30 às 11 horas. Estarão presentes os professores Diógenes Filho, de química, e Elison, de biologia.

Aulão II
* Além disso, o aulão também vai contar com a participação especial dos professores convidados do IFRR (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima), Carlão e Ilzo Pessoa, de química e biologia, respectivamente.
* O investimento para aprimorar os conhecimentos é R$ 15 por pessoa, mas atenção: as vagas são limitadas! Então é bom se antecipar. Informações: (95) 3224-0169 e 99144-9602.

 Erick Buschbell e sua Yare, ladeados por Yoelis Molina e Uwaldo Gomez

Solidário
* E por falar nisso, o Centro Universitário Estácio da Amazônia promove neste sábado, dia 23, mais uma edição do trote solidário com palestras de parceiros como as polícias Civil e Militar, o Chame da Assembleia Legislativa, corte de cabelo, academia aberta e exposição do Clube do Fusca e Motoclube.
* A comunidade está arrecadando alimentos não perecíveis e livros de histórias e/ou didáticos para doação em abrigos infantis.

Antique
* Logo mais a partir das 22 horas, no Antique Pub, vai rolar uma noite pra lá de especial com muito som ao vivo.
* No comando da movimentação, o descolado Kiko Brites e mais as Bandas Black Country e Ponto 3. A efervescência promete ser das mais concorridas.

Ricardo Dantas, ministrará hoje gratuitamente, das 9h às 12 horas, o “Aulão Meia Pata”, no Pátio Roraima Shopping

# Rápidas
* Neste sábado, trocam de data, Ricardo Rohnelt, Anete Sardenberg Gomes, José Ribamar Carvalho e Evandro Pereira.
* Domingo, quem troca de data é a linda Narrila Brito, recebendo especiais homenagens da Coluna.
* Foi inaugurado recentemente em Santa Elena do Uairén, o restaurante do “Los Pinos Posada”, que atendia somente hóspedes. O point gastronômico fica localizado no Akurimã, com a entrada quase em frente às Cabañas Roraima.
* O casal Teuto-venezuelano, Erick e Yare Buschbell, oferece aos clientes um cardápio simples, porém sofisticado, com entrada, prato principal e sobremesa a preços justos. A casa possui ainda uma carta variada de vinhos tintos e brancos, e bebidas em geral. E café brasileiro pra fechar a cena.
* Funciona de sexta-feira a domingo. Sendo que na sexta e sábado, o horário de atendimento vai das 18h às 21 horas. E aos domingos, das 9h às 13 horas, podendo aproveitar a bela piscina que o estabelecimento possui. Para reservas: +58 0289 995 1430.

  Perfil  

Siloany Amaro: “Para se tornar cerimonialista tem que estudar Cerimonial e Protocolo”

Siloany Lima Neves Amaro é formada em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela UFRR e já trabalhou em Assessoria de Comunicação, rádio, impresso e web do Grupo Folha. Cerimonialista pelo Ibradep (Instituto Brasileiro de Relações Públicas), é atualmente chefe do Cerimonial da Prefeitura Municipal de Boa Vista, mas há 10 anos vem atuando nessa área produzindo casamentos, aniversários infantis e eventos corporativos. Siloany Amaro é casada com Heber Amaro e tem duas filhas, Vitória e Clarice.

* Por que você decidiu estudar Jornalismo?
Acredito que já foi instinto. Eu tenho essa facilidade de comunicação desde a infância, foi um hábito aprimorado com as atividades extras que minha mãe sempre proporcionou para gente: dança, música, eu gostava muito de apresentar tudo e a referência que eu tinha eram os apresentadores de TV, prestei vestibular para jornalismo na certeza que ia ser apresentadora um dia.

* Como se interessou por Cerimonial?
Coincidentemente, as oportunidades que tive para apresentar algo, conduzir seminários e eventos, despertou em mim a vontade de me especializar em Cerimonial, então tive a oportunidade de exercer a função no serviço público em 2008 e logo depois comecei a me especializar com cursos.

* Atuando há 10 anos em cerimonial privado, quais os eventos que você mais realiza?
Cerimonial de casamento é o meu forte, mas atuo muito em cerimonial corporativo e agora tenho recebido muita procura para festas infantis. Dou esse crédito para as minhas filhas Vitória e Clarice, que me inspiram demais a cada desafio de organizar um evento para elas.

* Em sua opinião qual é a importância no Cerimonial Público?
Antes mesmo de organizar um evento público, deve-se conhecer o protocolo, as regras que regem esses eventos e são elas que fazem toda a diferença. A importância de conduzir algo que vai apresentar, inaugurar, lançar, proporcionar à sociedade, é muito nobre. Os eventos são sempre ferramentas de boa notícia, por meio deles algo vai ser promovido. Isso é legal fazer.

* Como Chefe do Cerimonial da Prefeitura, como você avalia a área de Cerimonial Público em Roraima?
Tenho vivido excelentes oportunidades nesses seis anos que conduzo a brilhante equipe do Cerimonial da Prefeitura. O estilo de gestão da prefeita Teresa Surita faz com que as grandes obras feitas na nossa cidade se tornem grandes eventos, muitas vezes trabalhamos em conjunto com outras instituições e percebo a organização e respeito que os profissionais desse ramo têm em comum. Hoje somos mais valorizados, mais solicitados, as pessoas já reconhecem que sem um bom cerimonial, não há condições de orquestrar um evento de sucesso. Quem faz eventos com frequência sabe que, por mais que tudo seja organizado e planejado, certas coisas não podem ser previstas. Esse jogo de cintura no Cerimonial Público é primordial.

* Se tivesse que optar entre Cerimonial Público ou Privado, por qual se decidiria?
Grande dúvida que paira sobre mim! Eu amo o cerimonial público, dele eu extraio toda a disciplina que preciso para o Cerimonial Privado. Nada é pior do que estar organizando um momento solene e se dar conta de que se esqueceu de algo elementar. O bom e velho checklist deve ser usado para evitar um imprevisto que poderia ter sido antecipado. Mas o cerimonial privado me desperta a criatividade. Meu desafio é inovar a cada evento!

* De uns tempos para cá Siloany Amaro também tem se destacado como digital influencer. Como está sendo atuar nessa área?
Costumo dizer que sou Social Media, uma classificação pra quem utiliza as redes sociais para divulgar e produzir conteúdo direcionado, além dos posts em cima do meu dia a dia, aposto sempre na utilidade pública que posso prestar aos meus seguidores, seja de produtos ou serviços que precisamos. Eu amo as redes sociais, exploro muito para realizar minhas tarefas. Sigam @siloanyamaro no Instagram e Siloany Neves Cerimonialista no Facebook.

* Sobre manter a forma trabalhando diretamente com eventos?
Loucura (risos), mas possível! Descobri que mesmo na correria, a força de vontade para atingir o objetivo é suficiente. Eu ainda não estou na minha melhor forma, mas consegui mudar meus hábitos, adquirir uma postura diferente para me alimentar e aí vou mantendo. Tenho que resistir a muitas degustações e buffets nos eventos, mas o resultado e autoestima também são deliciosos.

* Como concilia as tarefas de mãe, com as várias atribuições profissionais?
Minhas horas livres são ocupadas com elas, meu descanso é muito feliz quando posso estar passeando, brincando, conversando e proporcionando momentos divertidos com a minha família. Vitória e Clarice são muito de mim. Acho engraçado quando me vejo nelas, cada uma com sua personalidade me fazem me virar nos 30 para garantir que estejamos sempre em sintonia. Minha mãe me lembra a cada peraltice que eu era igual, inclusive conto muito com a minha família, minha mãe e meu marido nessa missão quase impossível pra mim.

* Que mensagem você deixa às pessoas jovens que como você queiram atuar nessa área?
Para se tornar Cerimonialista tem que estudar Cerimonial e Protocolo. Não somos promotores de festas, não somos recepcionistas. Somos profissionais capacitados com todas essas habilidades que formam um conjunto de normas para a realização de eventos ou solenidades. Para os jovens agitados como eu, sugiro aproveitar essa energia e conquistar o que desejar sendo honesto e multiplicador de boas ações. Riqueza boa de viver é ser feliz com que se faz!

Shirley Rodrigues
shirleyfolha@hotmail.com
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Social
+ Ler mais artigos de Social