Por Jessé Souza
Em 10/10/2017

A nudez que afunda o país

Enquanto a sociedade brasileira tem a atenção desviada para discutir moral e bons costumes, entrando em um debate acalorado, como se os filhos estivessem numa bolha que nunca vai estourar ou fugir ao controle, os políticos tramam no Congresso Nacional e articulam como eles vão continuar no poder a partir de 2018.

O pior é saber que não são os museus ou os teatros que estão “educando” as crianças e adolescentes da atualidade, mas a internet debaixo da saia das mães e das barbas dos pais, inclusive por meio de youtubers que mais parecem retardados que tratam e falam sobre tudo, inclusive pornografia, palavrões de toda espécie, debocham da religião e tratam a sociedade (e a família) como se fosse uma grande piada.

A sociedade está sendo engabelada a achar que o problema do Brasil são exposições de artes ou performances de artistas, enquanto os políticos aprovam um fundo de financiamento bilionário para a campanha eleitoral, enganam que estão fazendo reforma política e fazem acordos na calada da noite para aliviar a Operação Lava Jato, que já conseguiu recuperar montanhas de dinheiro que foram desviadas da educação, saúde e segurança.

O Brasil está entrando numa encruzilhada perigosa não porque “estão destruindo a família”, até porque ela vem sendo atacada desde o tempo da Senzala, mas ela sempre resistiu a todos os tipos de mudanças; e resistirá se pais e mães continuarem atentos para cobrar que o país continue investindo na educação e siga combatendo fervorosamente a corrupção em todos os níveis.

O que destrói as famílias são pais e mães desempregados, analfabetos funcionais que vivem indignamente muitas vezes ganhando menos de um salário mínimo e sem condições de darem uma vida digna a seus filhos. A família sofre ataques vorazes por meio da falta de escola de qualidade desde a infância para que seus filhos não repitam a vida de sofrimento enfrentada por seus pais.

É preciso enxergar que a nudez que está destruindo a nossa sociedade é a do rei, despido de qualquer caráter ao conduzir o país com todo seu grupo envolvido na imoralidade da corrupção. A pedofilia que rouba a infância das crianças é aquela praticada dentro das casas, por homens canalhas despidos da condição humana.

Porém, muitos preferem fomentar um debate medieval, que pode atirar na fogueira aquilo que é apontado contra a moral e os bons costumes, enquanto os que têm o poder na mão seguem intocáveis e manipulando a mente das pessoas a acreditaram que há um “movimento” para acabar com a família, e não a pobreza gerada pela falta de educação e pela corrupção.

*Jornalista
jesseroraima@hotmail.com.br 
Acesse: www.roraimadefato.com.br

Jessé Souza
jesse@folhabv.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Jessé Souza
+ Ler mais artigos de Jessé Souza