Por Jessé Souza
Em 09/10/2017

Armadilha da ingenuidade e esperteza

Quando a ingenuidade e a esperteza se juntam se torna uma grande preocupação em um país como o Brasil, onde a educação pública gratuita e de boa qualidade, conforme determina a Constituição, é um sonho distante para muitos. Isso preocupa porque o país tornou-se refém de maus políticos que sabem disso e se aproveitam para se enraizar no poder.

Espertalhões que ganham dinheiro na internet postam mensagens nas redes sociais dizendo que vão embora do país e que estão doando todos seus bens para quem escrever “sim”. A alegação é que ele não teria tempo para vender os objetos, por isso recorrera ao anúncio na internet.

A postagem traz várias fotos dos bens a serem doados, porém quem clica no anúncio acaba sendo direcionado para um site que não tem nada a ver com doação ou o assunto em questão, revelando a verdadeira ação da esperteza, mas muitos nem se atentam para isso ou simplesmente não se dão ao trabalho de checar o link.

O resultado disso é uma legião de pessoas ingênuas acreditando que poderão se candidatar à doação e outros elogiando o autor da postagem por sua suposta “ação solidária”. Isso demonstra como as pessoas estão passíveis da esperteza na internet ou mesmo suscetíveis a qualquer malandragem que nem precisa ser bem elaborada, como fazem os políticos a cada pleito eleitoral.

Há ainda os metidos a espertalhões que, vendo a possibilidade de se dar bem diante de uma suposta boa ação, se apresentam também com esperteza para se candidatar à doação, inventando histórias de doenças, de pobreza extrema e outras mentiras a fim de serem beneficiados.

Esse mesmo comportamento ocorre nas campanhas eleitorais, quando as pessoas correm para cima dos candidatos com seus lamentos e bilhetes para conseguir qualquer tipo de doação, como dinheiro para pagar conta de luz, botija de gás, passagens aéreas, por exemplo.

Não se trata da internet que deixou as pessoas reféns dos espertalhões que agem nas redes sociais, mas tão somente desperta aquilo que já é uma realidade no país, com pessoas ingênuas, as que agem na esperteza ou as que se deixam enganar por falta de instrução mesmo, no país em que analfabetismo serve de instrumento de manipulação de toda espécie, em especial na política partidária.

É por isso que os governantes não investem na educação como deveriam, porque eles sabem que manter o analfabetismo é a certeza de que os políticos continuarão manipulando e enganando as pessoas. E as redes sociais são o exemplo acabado disso tudo.

*Jornalista
jesseroraima@hotmail.com.br 
Acesse: www.roraimadefato.com.br

Jessé Souza
jesse@folhabv.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Jessé Souza
+ Ler mais artigos de Jessé Souza