Por Folha Web
Em 09/01/2017


PRESOS

“Além do massacre que aconteceu no Amazonas, a mesma coisa aconteceu em Roraima, sem espera, sem aviso prévio. Dias antes, a cúpula da polícia fez uma varredura, um verdadeiro pente fino no presídio e dois dias depois aconteceu essa chacina. Com que armas!? O mais grave é que pessoas que estavam presas por furto de aparelhos celulares, e até um cidadão preso com seis gramas de maconha, estavam juntos com esses homicidas”, desabafou um leitor que pediu anonimato.

MILITARES 1
“É sabido e notório que houve um crime bárbaro meses atrás contra um policial militar que tirava serviço na Penitenciária Agrícola. Ele foi morto após chegar em casa e estava deitado na rede, na varanda de casa, no bairro Santa Tereza. Foi um crime cometido por marginais, que deram um tiro fatal na cabeça do soldado”, lembrou um leitor em e-mail anônimo.

MILITARES 2
Ele continuou: “Os familiares do soldado eram do Amazonas e o Governo de Roraima prometeu custear as despesas do translado de avião do corpo. Papo furado. O corpo do soldado foi transladado via terrestre. Desde o mês passado o cheque-caução da irmã do soldado está na funerária como uma espécie de garantia até que o repasse do valor pela Polícia Militar seja feito”.

COLETA DE LIXO
Em e-mail anônimo, um leitor denunciou que a empresa que fornece serviço de coleta de lixo, varrição de ruas, praças e calçadas de Boa Vista vai fechar. “Após anos de serviços prestados, a empresa anuncia o fim das atividades em Boa Vista. Não se sabe ao certo quais os motivos da não renovação do contrato. O que se sabe é que os funcionários estão de aviso-prévio desde dezembro de 2016. Com isso, centenas de pais de famílias vão integrar a lista de desempregados o Estado. Uns, com certeza, vão migrar para a nova empresa que pegar o contrato”, relatou.

Folha Web
fale@folhabv.com.br
Comentários
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!