Por José Maria Neto
Em 16/06/2017

COMO ORGANIZAR SUA ROTINA DE ESTUDOS

Uma das principais dificuldades dos estudantes em geral é se organizar e manter o foco nos estudos. Quando decidimos estudar para concurso, uma das primeiras dúvidas que surgem é justamente essa: como me concentrar e render nos estudos?!

O site Guia do Estudante reuniu 13 valiosas dicas fornecidas por especialistas para que os concurseiros se organizem melhor na hora dos estudos e resolvam, definitivamente, seu problema de concentração na hora de aprender.

É óbvio que cada estudante tem seu ritmo próprio, portanto, nem todas as dicas funcionam da mesma forma para todos. Identifique aquela que mais você se adapta e mãos à obra. Vamos às dicas:

Não se contente em ler: escreva! Segundo o professor e autor de livros com dicas para estudos Pierluigi Piazzi, é importante estudar escrevendo, e não só lendo. "Quem só lê perde a concentração. Quem escreve consegue entender o assunto e mantê-lo na mente", explica ele.

Escreva à mão em vez de digitar: Pesquisas já mostraram que os alunos que fazem isso aprendem mais do que quem só digita. "Você tem movimentos totalmente distintos para escrever cada letra à mão, mas isso não existe quando você está digitando. Isso faz com que mais redes neurais sejam ativadas no processo da escrita", diz o professor.

Como saber o que vale colocar no papel: Faça resumos, fichamentos e esquemas da matéria. Mas nada de ficar copiando todo o conteúdo dos livros. Para saber o que vale escrever, faça de conta que você está preparando uma cola para uma prova. Por ter pouco espaço e pouco tempo para consultá-la, é preciso ser conciso, mas ao mesmo tempo abordar os pontos principais. É disso que você precisa quando for estudar.
Revise a matéria que aprendeu em aula no mesmo dia: Além de evitar acumular matérias, estudar o conteúdo visto em sala de aula no mesmo dia fará com que seu cérebro entenda que aquilo é importante e o memorize.

Estude sozinho: Vamos combinar que, por mais legal que seja se reunir com os amigos para estudar, você acaba falando mais de outras coisas e as dúvidas permanecem. O professor Pierluigi é um grande defensor da ideia de que só se aprende mesmo no estudo solitário. "Estudar em grupo é útil se você for a pessoa que explica a matéria para os outros. Quem ouve não aproveita", diz ele. A melhor dica para um bom estudo, aliás, e explicar a matéria para si mesmo.

Use as aulas para entender as matérias e tirar dúvidas: Um erro comum, segundo o professor Pierluigi, é fazer dois cursinhos para ter um maior numero de aulas - o que realmente vai fazer diferença no vestibular é o momento em que você estuda sozinho, não o número de aulas que pegou. Mas isso não significa que vale cabular ou dormir nas aulas: elas são importantes para entender a matéria e tirar dúvidas.

Desligue todos os aparelhos eletrônicos: Na hora de estudar, nada de deixar o celular por perto avisando você de cada notificação no Facebook. E nem caia na tentação de abrir o Facebook só por "dois minutinhos". Esses dois minutinhos sempre se estendem e acabam com toda a sua concentração. Reserve um tempinho do seu dia só para as redes sociais e faça isso virar rotina para que se acostume a checá-la apenas nesse tempo específico.

Estude em um local organizado e tranquilo: O resto da sua casa até pode ser uma bagunça, mas o local onde você costuma estudar precisa estar sempre organizado e silencioso. Ter muitas coisas espalhadas pode atrapalhar a sua concentração e há o risco de perder tempo procurando coisas que sumiram na bagunça.

Música? Só em línguas que você não entenda: Não é proibido estudar ouvindo música - há quem precise dela para se concentrar. Mas evite ouvir músicas em idiomas que você entenda - isso pode fazer com que você desvie sua atenção para a letra e esqueça a matéria.

Use marca-texto: Usar canetas coloridas e marca-texto para enfatizar os pontos principais é uma boa ajuda para manter o foco no que for importante, especialmente se você tem problemas mais sérios de déficit de atenção. Post-its também podem ser úteis.

Respeite seu tempo: Se você é mais produtivo de manhã, deixe para estudar as matérias mais difíceis nesse período. Quando sentir que a concentração não está rolando de jeito nenhum, faça uma pequena parada e depois volte. Manter intervalos regulares é fundamental - e a frequência vai depender do seu ritmo.

Tenha uma programação organizada, mas seja flexível: Use uma agenda ou quadro branco para organizar suas tarefas e respeite-a! Mas faça programações realistas para que você não se desanime. Definir que você vai estudar durante oito horas por dia se você tem várias outras atividades, por exemplo, não é algo razoável. E esteja aberto para mudanças, caso seja necessário.

Crie um pequeno ritual antes de estudar: Sempre que for mergulhar nos estudos, crie e respeite um ritualzinho antes. Pode ser um alongamento, pegar um copo de suco para deixar na sua mesa, ou que mais achar melhor. Com o tempo, seu cérebro vai entender que é hora dos estudos e ficará mais fácil se concentrar.

 MOTIVAÇÃO 

 #FICADICA 

- SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

A Secretaria de Educação publicou, na última semana, a Portaria de nº 1134/2017, em que determina a constituição de um Grupo de Trabalho pertinente ao levantamento para realização de concurso público na área de Educação para a carreira do magistério. De acordo com a portaria, o Grupo de Trabalho será composto por cinco servidores e deverá executar diretamente os trabalhos destinados a comprovar a necessidade da realização do concurso, especificando quantidade de cargos a serem preenchidos, em nível médio na modalidade normal ou superior para a docência nos cinco primeiros anos do Ensino Fundamental, nível Superior, em curso de Licenciatura, de graduação Plena para a docência nos anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio e modalidades da Educação Básica. Nesse primeiro momento a publicação foi para instituir uma comissão para fazer o levantamento de diagnóstico das necessidades. A quantidade de vagas e áreas serão definidas e apresentadas no relatório para  comprovar a necessidade da realização do certame. A equipe de estudo terá o prazo de 15 dias úteis para a finalização dos trabalhos e apresentação do relatório conclusivo.

- SESAU
O Governo do Estado convocou, nesta semana, aproximadamente 300 concursados do concurso da SESAU que estão na lista de espera do concurso público realizado em 2013. Confira no site saude.rr.gov.br se seu nome está na lista e corra para preparar a documentação necessária para a posse.

- RECEITA FEDERAL
O MPOG confirmou na última segunda-feira, 12 de junho, aos sites especializados, que há no órgão um pedido de concurso para as Carreiras Fazendárias feito pelo Ministério da Fazenda com cerca de 2 mil vagas para a Receita Federal. Dentre elas há oportunidades para os cargos de Auditor-Fiscal da Receita Federal e também vagas para Analista-Tributário da Receita Federal. O pedido foi protocolado no dia 25 de maio, no MPOG. O documento já chegou à Divisão de Concursos Públicos do órgão e está sob análise. É uma grande oportunidade já sendo preparada para o ano de 2018.

- DPU
No último dia 13 de junho foi publicado o edital de abertura das inscrições do concurso da Defensoria Pública da União (DPU). A seleção é destinada ao provimento de 25 vagas para o cargo de defensor público federal de segunda categoria, sendo duas reservadas a pessoas com deficiência, cinco para os negros e uma para os indígenas. Além das vagas imediatas, o concurso ainda contará com formação de cadastro reserva para futuras oportunidades. A convocação ocorrerá dentro do prazo de validade do certame (de dois anos, contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período).
Para ingressar na carreira é necessário possuir diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior de bacharelado em direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) há pelo menos três anos completos, e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A remuneração inicial é de R$ 22.197,67.

 #FICADICA 

Um dos erros mais frequentes dos estudantes nas provas de língua portuguesa é do uso dos porquês. Confira a dica a seguir e não erre nunca mais.



#EUINDICO

Livro de direito administrativo que tem como característica principal uma abordagem simples e didática que os caracteriza os autores quando em sala de aula. Esta obra consegue tratar de temas altamente complexos de forma objetiva e cristalina, em linguagem descomplicada, amplamente acessível. A maestria na comunicação, a clareza na abordagem dos assuntos, a empatia com seu público e a preparação podem explicar parte do sucesso de aceitação de suas obras.

José Maria Neto
jornalista@teste.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Folha Cursos & Concursos
+ Ler mais artigos de Folha Cursos & Concursos