Por Francisco Cândido
Em 19/07/2017

FAMÍLIA HONTENEGRO PEIXOTO

O patriarca Noberto Cavalcante Peixoto nasceu em maio de 1879 no Município de Itapipoca, interior do Estado do Ceará. Casou-se em maio de 1879 com a cearense Francisca Montenegro de Oliveira e, em dezembro vieram para Boa Vista. O casal Noberto e Francisca, teve os filhos:

1 - Sócrates Montenegro Peixoto (casado com Nair Carneiro, coma qual teve o filho Waldir Montenegro Peixoto). Este se casou com a senhora Engrácia Torreias Pereira da Silva – que era filha de Manoel da Silva (Manoel Velho) e de Faustina Torreias.

Ao ficar viúvo, Sócrates casou com Francisca da Silva, com a qual teve o filho Oswaldo Augusto. Ao separar-se, Sócrates casou-se com Raquel (filha de Marcemília Nogueira) e desta união, nasceram os filhos: Valdemiro Peixoto (casado com uma amazonense). Zenaide (Prêta) Montenegro Peixoto (casada com Eugênio da Silva Mota); Zenilda Peixoto (casada com o “Nêgo Pontaria”); Eva Peixoto (casada com Sinésio Alves dos Reis - filho de Assis Oliveira e de Raimunda (“Doca”) Alves dos Reis; e Vicência Peixoto (faleceu solteira).

Sócrates Peixoto ficou viúvo outra vez e casou-se em 1960, com a Maria Fabrício. A Maria é bisavó da esposa do Paulo Barrudada, a senhora Fabrícia Barrudada – filha de Arimar com o Benito (“Benis”). A senhora Arimar, depois, casou-se com o “Canhotinho” – funcionário público aposentado.

O Sócrates Montenegro Peixoto faleceu de acidente de carro quando capotou seu jeep, próximo a ponte do Cauamé. O Waldir-filho mais velho do Sócrates-, herdou do pai a fazenda União, antiga fazenda "Silêncio".

O segundo filho do patriarca Noberto Cavalcante Peixoto é o Évino Peixoto. Este se casou com Antônia Isabel Alves. O casal teve as filhas: Darcila Alves Peixoto e Chagas Alves Peixoto, e os filhos: Sebastião Montenegro Peixoto (“Santos Peixoto”), e José Montenegro Peixoto (Professor Montenegro, já falecido)

Ao ficar viúvo de Antônia, o Évino Peixoto casou-se com Noêmia Bastos (filha do “Bastos” – um dos fundadores da Assembleia de Deus em Roraima). O casal Évino e Noêmia teve os filhos:  Onédia, Delcir, Odília, Onília, Rui, Jesus, e Ozéias Peixoto.

A Família Montenegro Peixoto é tão grande que numa só página do Jornal não dá prá enumerar todos. Mas, pedindo vênia aos demais membros da família, eu cito:

Elvira Montenegro Peixoto – casou-se com Nazareno Mesquita de Matos, com o qual teve 11 filhos (Almir Mesquita Peixoto; Margareth Mesquita Peixoto; Elivaldo Mesquita Peixoto; Calária Mesquita Peixoto; Benite Mesquita Peixoto;  Chaeme Mesquita Peixoto; e  Mila Mesquita Peixoto.

Maria do Carmo Montenegro Peixoto da Silva - casou-se com Rafael Cardoso da Silva. O casal teve os filhos: Hilma Cardoso da Silva, Rafael Filho; Graça Cardoso da Silva; Santa Cardoso da Silva; e Sílvia Cardoso da Silva.
Elaine Montenegro Peixoto, não casou.

Sádla Montenegro Peixoto – casou com Morena Ribeiro-, e teve os filhos: Damião Ribeiro Peixoto; Jesus Ribeiro Peixoto; Dilson Ribeiro Peixoto; Estácio Ribeiro Peixoto; e Iolanda Ribeiro Peixoto

Procar “Mimo” Montenegro Peixoto (nasceu em 1900), casou-se com Abdúlia (Doca) de Lima Peixoto. O casal teve os filhos: Francisco Lima Peixoto; Eloia Lima Peixoto;  Luiz Lima Peixoto; e Orleone Lima Peixoto.

A senhora Eloia (filha do Procar Peixoto), casou-se com o Cândido Barros de Matos, e tiveram os filhos: Joércio, Jonilton, Paulo Peixoto Matos (dono do Bar localizado junto à Ponte do rio Cauamé); Teresina, Alcides, Procar Filho, Jonilson; e Consolata.

Registro também: Adelaide Brandão Peixoto Pinheiro, casada com Sebastião de Jesus Pinheiro (“Sabá Pinheiro”, já falecido). O casal teve os filhos: Handerson, Giltéia e Sandro Pinheiro.

Chevelar Montenegro Peixoto nasceu em Santarém, no Pará, em 15/11/1904 – e, faleceu em Boa Vista no dia 27/05/2016. Era filho de Norberto Gonçalves Peixoto e Francisca Montenegro Peixoto, tradicional família da região do Amajari/Tepequém. Chevelar tinha como irmãos: Sádila, Sócrates, Jesus (Nenê), Elvira, Eloia e Évino Montenegro Peixoto.

Chevelar já foi um próspero comerciante e dono de fazenda, gado e de plantio na agricultura. Sua Fazenda, que ele pôs o nome de: “Desilusão”, no Amajari, foi por muitos anos uma referência em produtividade. Hoje esta Fazenda tem novo proprietário e recebeu o nome de: “Fazenda Caravela”

Chevelar casou duas vezes. A primeira, com a senhora Noêmia, e com ela teve os filhos: Norberto e Ester Montenegro Peixoto. E, após ficar viúvo, casou no dia 27/04/1928 com a senhora NEDIR Costa Peixoto (filha de Dioclécio Magalhães Costa e de Francisca de Souza Costa). O casal Nedir e Chevelar teve os filhos (todos tem o sobrenome: “de Souza Peixoto”: Francisca (+), Maria Consolata; Maria do Perpétuo Socorro (Socorrinha, trabalha na Fetec); Francimar; Sheila, Chirte e Paulo Peixoto (ex-Prefeito do Município de Cantá).

Chevelar, na década de 1960, tinha um comércio na Serra do Tepequém, com vendas de gêneros alimentícios e de outros artigos que eram comprados pelas famílias da região e também pelos garimpeiros. Além do comércio, Chevelar tinha também no Tepequém, na Vila Cabo Sobral, uma Fazenda de gado e um plantio de legumes para as necessidades da casa e também para a venda.

Em 1966 Chevelar vendeu a propriedade no Tepequém e comprou uma área na localidade do Boqueirão, na região do Alto Alegre, onde montou a “Fazenda Roraima”, e retomou às suas atividades de criação de gado, agricultura e venda de gêneros alimentícios. Ele levava em lombo de animais os gêneros para o Tepequém, enquanto os filhos tomavam conta da fazenda.

Em 1970, os filhos necessitavam continuar os estudos, e a família veio para Boa Vista, onde Chevelar comprou uma casa na Rua Cecília Brasil (ao lado do antigo Hotel Roraima), onde mora seus filhos e filhas.

Chevelar teve outros filhos fora do casamento. Mas, todos foram acolhidos pela a esposa a dona Nedir que os criou com carinho e amor. A dona Nedir Costa Peixoto nasceu no dia 27/04/1928 e faleceu no dia 01/08/1995.

Na sexta-feira passada, dia 14 de Julho, a Prefeita de Boa Vista, Teresa Surita, inaugurou na Avenida das Flores, no Bairro Pricumã, uma nova Praça, e a ela deu o nome de: “Praça Chevelar Montenegro Peixoto”. A solenidade contou com a ilustre presença da Família de Chevelar e de autoridades: o senador Romero Jucá, a deputada federal Maria Helena Veronese, secretários municipais e vereadores da Câmara Municipal de Boa Vista.

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

__________________________

Francisco Cândido
franciscocandido@ibest.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!