Por Opinião
Em 10/03/2018

Somos todos irmãos em Cristo - Flamarion Portela*

Estamos no tempo mais rico e profundo da liturgia da igreja Católica. O período da Quaresma, que começou na Quarta-feira de Cinzas e vai até o Domingo de Ramos. É um momento de fazermos um verdadeiro retiro espiritual. A Quaresma ainda é, sobretudo, tempo de escutar a Palavra de Deus, de uma catequese mais profunda, que recorda aos cristãos os grandes temas batismais em preparação para a Páscoa.

E é nesse clima de reflexão, que a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) realiza todos os anos a Campanha da Fraternidade. Este ano, o tema é "Fraternidade e superação da violência", tendo como lema "Em Cristo somos todos irmãos" (Mt 23,8).

O texto base da campanha deste ano nos traz uma reflexão sobre duas vertentes sobre a violência: a direta e a cultural. No primeiro caso, nos remete àquela violência mais comum, como os homicídios, os assaltos, as agressões. Numa segunda perspectiva, o texto nos fala de uma violência cultural, como nossa intolerância religiosa, o preconceito racial, que são atos cometidos no nosso dia a dia e que vão se inserindo na nossa cultura sem que percebamos.

O tema da Campanha da Fraternidade 2018 nos convida a repensar a própria sociedade em que vivemos, onde os valores éticos e morais estão cada vez mais relegados a um segundo plano. Onde a própria vida passou a ter um valor material, quando se mata para roubar um simples celular, um tênis ou outro objeto de menos importância.

Vivemos num país onde não existem guerras civis ou militares, mas temos tantos mortos anualmente como a Síria, que está em Guerra Civil desde 2011. Foram 59.080 homicídios no país em 2015, 61,6 mil mortes violentas em 2016 e, somente no primeiro semestre de 2017, foram registrados 28,2 mil homicídios no Brasil.

E, de acordo com o Atlas da Violência 2017, divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e o pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, as maiores vítimas dessa violência são homens, jovens, negros e de baixa escolaridade. Atualmente, de cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras.
São dados alarmantes que merecem mais atenção do poder púbico, mas, acima de tudo, da própria sociedade. Precisamos repensar nossos atos e ações. Como bem nos lembra o lema da Campanha da Fraternidade, somos todos irmãos.

Atualmente, Roraima vive uma grande onda de violência, agravada mais ainda pela grande migração de venezuelanos para o nosso Estado. Mas, ao mesmo tempo em que uma parcela da população tem comportamentos xenofóbicos, uma grande parcela tem demonstrado solidariedade e ajudado os irmãos do nosso país vizinho.

Que não só nesse período da Quaresma e da Campanha da Fraternidade, mas em todos os momentos da nossa vida, saibamos que o amor ao próximo sempre será a maior "arma" para acabar com a violência.

*Ex-governador de Roraima


Você! - Brasilmar do Nascimento Araújo*

Mulher, amorosa, forte e cheia de vida como é próprio da natureza exuberante, queria conquistar o teu coração e amar você!

Ainda que outras apareçam na minha vida, não farão a menor diferença, porque somente contigo quero acordar todos os dias!

Naturalmente bela!

Dividiria uma vida com você e seríamos uma só pessoa, sem perder as essências que caracterizam cada indivíduo.

Respeitaria tuas ideias, tua família e teu pensamento de credo. Afinal, você é um ser que pensa, age, constrói e precisa ser vista assim. Você é uma mulher maravilhosa!

Estarei sempre disposto a compreender você, inclusive o teu olhar que me fascina. Teus olhos são cheios de luz. A luz de uma mulher!

Simbolizas a beleza da mulher, seja em tua silhueta definida em teu corpo singular, seja no significativo universo de conquistas das mulheres, independentemente do tamanho de cada obra, todas, como você, propiciam horizontes inspiradores!

Sempre vou querer compartilhar uma vida com você. A mulher. O ser. A mãe. Amando-te e sendo amado em todas as estações; à luz de todos os horizontes! Você me fascina!

Amar-te-ei com todas as minhas forças e não medirei esforços para que o nosso amor seja para sempre e inesquecível. Renovaremos os nossos laços de amor em escaladas pelo mundo. Almoçaremos nos cenários deslumbrantes de Bariloche, no sul do continente sul-americano sob o rigor de baixas temperaturas e dormiremos em tendas no escaldante deserto do Saara, na África, berço de antigas civilizações. É o mundo ao nosso alcance. Partiremos para os cafés parisienses impregnados dos poemas de Simone Beauvoir, na França de Marguerite Duras, Simone Weil, Proust e Victor Hugo. Em seguida Berlim, Londres, Estocolmo, Roma e com escala em Dubai, nos Emirados Árabes, com direção à Nova Iorque dos grandes concertos no prestigiado teatro da Broadway.

Depois, retornaremos ao Brasil que tanto amamos. O Brasil de Clarice Lispector, Bertha Lutz, Johanna Dobereiner, Dona Zica e Nízia Floresta Brasileira Augusta. O Brasil de Plácido de Castro, Juscelino Kubistchek, Adolpho Lutz, Euryclides Zerbini e César Lattes.

Quero te amar em todos os lugares do Brasil. Cavalgaremos nas savanas inigualáveis de Roraima em tardes memoráveis, como se não houvesse o amanhã. O amanhã o qual navegaremos pelo Rio Amazonas até sua foz no Oceano Atlântico, tudo para dizer que te amo. Depois de um abraço intenso sentindo o teu corpo no meu, seguiremos para o Rio de Janeiro. O Rio de paixões avassaladoras e de ritmos musicais únicos. O Rio de Marília Pêra, Aracy de Almeida, Pixinguinha, Tom Jobim, Cartola e Vinícius de Moraes. Depois, Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, São Paulo, Cuiabá, Brasília, Goiânia, Fortaleza, Natal, Recife, Manaus e Belém. O Brasil e o mundo inteiro para declarar o meu grande amor por você. Assim, você para sempre minha mulher!

Homenagem ao Dia Internacional da Mulher!

*Articulista e Poeta
brasilmar.serradalua@gmail.com


Astronautas de pés no chão - Afonso Rodrigues de Oliveira*

“O consciente está no cérebro; o subconsciente localiza-se em todas as partes da anatomia”. (Samuel Dodson)

Faz muitos anos, quando certa noite, eu ia ali pela Rua Lobo D’Almada e, de repente, ela me chamou a atenção. Estava esplendorosa, maravilhosa; cheia, brilhante, brilhosa, e iluminava o céu, a Terra e a mim. Contemplei-a e saí pensando em como é que as pessoas estão dando, cada vez mais, menos atenção a ela. E o melhor é que ela não está nem aí para a desatenção delas. Está ali porque deve estar. Faz parte do nosso cotidiano, cada vez mais cotidiano. É como se estivéssemos nos inferiorizando, enquanto ela continua minguando, crescendo e se enchendo de luz, para o esplendor dos espíritos mais observadores. Porque não basta olhá-la, temos que vê-la, e senti-la como ela é.

Continuei caminhando célere como sempre, e como sempre pensando devagarzinho; saboreando o privilégio de ser pensador nas horas de luar. E aí me toquei para uma extraordinária curiosidade: por que damos tanta importância aos nossos aniversários sem lhes dar a importância que eles realmente refletem? No dia do seu aniversário comemore uma de suas maiores aventuras, em toda a sua vida. Independentemente de quantos anos você está completando, você estará completando o mesmo número de voltas dadas por você em volta do Sol. Naquele momento em que contemplei a lua cheia, lembrei-me de que eu já completara setenta e quatro voltas em volta do Sol. Que estou viajando por este universo maravilhoso, vinte e quatro horas por dia, todos os dias. E você também está, mesmo sem perceber. E por que não dá importância a isso, em vez de ficar pensando que o mundo é esse mundo em que você esfrega os pés?

Quantas vezes você já se deu conta de que quando um planeta passa pela terra, não é ele que passa; você é que está passando por ele. Que como ele, você está circulando em volta do Sol e completando uma volta, exatamente no dia do seu aniversário. Festeje mais sua viagem espacial. Comece a valorizar mais seu subconsciente. Ele tem muito a ver, com tudo isso. No dia em que você der mais importância a ele, ele vai fazer você ver o quanto você é importante. E que sua importância é do tamanho da importância que você se dá. Que você está, e vive numa caminhada de fazer inveja aos maiores astronautas do mundo. Seu subconsciente está a fim de ser descoberto por você. Ele é a maior força do universo e está dentro de você, e você não sabe. Descubra-o e ele fará de você um astronauta feliz, vivendo no espaço infinito e com os pés na Terra, sua estação orbital onde você ainda é estagiário. Pense nisso.

*Articulista
afonso_rr@hotmail.com
99121-1460

Opinião
jesse@folhabv.com.br
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!
Últimas de
Opiniao
+ Ler mais artigos de Opiniao