VIOLÊNCIA DOMÉSTICA
Acusado de matar a ex-mulher é julgado pelo Tribunal do Júri
Coincidentemente, o julgamento ocorre no dia em que a vítima completaria 57 anos
Por Folha Web
Em 28/03/2017 às 11:08

A pedido do Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR), será julgado pelo Tribunal do Júri nesta terça-feira, a partir das 09 horas, o réu Jaime Alves Figueira acusado de matar a ex-companheira, a funcionária pública federal I.A.S.. O fato ocorreu em abril de 2014 na residência da vítima, no bairro Mecejana.

O julgamento acontece no Fórum Criminal, localizado na avenida CB PM José Tabira de Alencar Macedo, bairro Caranã. A acusação será sustentada pelo promotor de justiça, Carlos Paixão de Oliveira. Coincidentemente, o julgamento ocorre no dia em que a vítima completaria 57 anos.

Conforme a denúncia oferecida pelo MPRR à época, a vítima foi encontrada pela própria filha, É.K.S.B, caída ao chão, parcialmente despida e com graves lesões na cabeça e na região do tórax.

Na ocasião, I.A.S. foi encaminhada ao Hospital Geral e submetida a tratamento intensivo, no entanto, devido a politraumatismo com traumatismo craniano encefálico grave veio a falecer alguns dias depois.

Motivo torpe- Consta nos autos que a vítima manteve relacionamento conjugal com o réu por aproximadamente 25 anos, porém apesar de conviverem na mesma residência estavam separados há um ano.

Para o MPRR o acusado praticou o crime por motivo torpe, uma vez que durante o período em que os dois estavam separados, o autor não se conformava em sair da residência, alegando que era detentor de parte do referido patrimônio. De acordo com a denúncia, a vítima foi agredida enquanto estava a sós com o réu.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!