TIROS E FACADAS
Corpo de adolescente é desovado no Anel Viário
Gostei (0) Não gostei (0)
Conforme a Delegacia de Defesa da Infância e Juventude, o adolescente teria fugido do abrigo para menores há dois dias
Por João Barros
Em 14/03/2018 às 00:45
O corpo foi encontrado por caminhoneiros no Anel Viário (Foto: Nilzete Franco)

Caminhoneiros que faziam o trajeto de Alto Alegre a Boa Vista, pelo Anel Viário, encontraram, por volta das 8h30 de ontem, dia 13, o corpo do adolescente T.O.S., conhecido vulgarmente como “Macaxeira”, de 14 anos. O corpo estava com os braços amarrados e com um tecido envolvendo o pescoço, que possivelmente tenha servido de mordaça. O menor foi assassinado a tiros e golpes de faca. O local onde o corpo foi abandonado fica a 200 metros de distância do Conjunto Pérola, bairro Airton Rocha, e cerca de 15 metros da margem da via de rodagem.

De acordo com as informações de policiais militares que fizeram o isolamento da área, a guarnição foi acionada via Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança) pelos motoristas. Alguns populares também estiveram no local. Agentes da Delegacia-Geral de Homicídios também chegaram ao local do crime e acompanharam a chegada da perícia e do rabecão do Instituto de Medicina Legal (IML).

A partir do trabalho pericial, verificou-se que o cadáver tinha diversas perfurações espalhadas pelo corpo, principalmente no pescoço, que tinha um corte profundo que terminava na altura do queixo, no rosto e nas costas, com pelo menos três marcas de facada. Além disso, outras perfurações causadas por arma de fogo foram encontradas no corpo. As cápsulas deflagradas foram encontradas próximas ao corpo. O menor trajava uma bermuda tipo surfista, com detalhes vermelhos, amarelos e laranja e vestia uma camisa rosa.

Segundo as informações dos policiais militares, Macaxeira foi identificado depois que sua foto foi compartilhada com a Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) e com agentes da Delegacia de Defesa da Infância e Juventude (DDIJ), inclusive no sistema apontava que a vítima tinha fugido do abrigo para menores há dois dias.

Outras informações dão conta de que o adolescente é filho de um presidiário que cumpre pena na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc). “O adolescente já era conhecido da Polícia por conta dos crimes de furto que praticava. Soubemos que ele vivia entre Alto Alegre e Boa Vista, mas não podemos afirmar que a morte tenha relação com as infrações do passado”, explicou o militar.

Informações extraoficiais destacam que o adolescente tinha sido cooptado há pouco tempo para exercer funções no tráfico de drogas e que sua morte teria sido um acerto de contas por causa das dívidas.

Ao fim dos procedimentos técnicos realizados pela perícia, o corpo do menor foi removido à sede do IML para realização de exame cadavérico e, posteriormente, liberação para funeral e sepultamento. Nenhum suspeito de ter praticado o crime foi preso pela Polícia até o começo da noite de ontem. O caso será investigado pela DGH.

“Ele foi morto com requintes de crueldade. É raro adolescentes dessa idade serem executados dessa forma. Pelas características parece ser um acerto de contas, mas só as investigações vão determinar a motivação”, explicou um agente de polícia. (J.B)

Tuliojus disse: Em 14/03/2018 às 09:33:58

"Agora ele vai para o lugar certo, debaixo da terra. Lugar de macaxeira. Menos um."