VIGILÂNCIA E CONTROLE
"Crescimento do garimpo tem sido o principal desafio", avalia comandante do Exército
Gustavo Dutra ressaltou os resultados obtidos pelos militares durante as operação Curaretinga XI e Controle, deflagradas no Estado desde fevereiro deste ano
Por Folha Web
Em 02/05/2018 às 13:09
O resultado das operações foram apresentados pelo comandante da 1ª Brigada, General Gustavo Dutra (Foto: Nilzete Franco)

Na manhã desta quarta-feira, 2, o Exército Brasileiro realizou a apresentação dos resultados obtidos pelas frentes de trabalho que atuam nas operações Curaretinga XI e Controle. Ambas as ações contam com apoio de várias entidades, com as polícias Civil e Militar e Ibama.

Pela operação Curaretinga XI, que tem como finalidade o combate a atividade ilegal de garimpagem nas calhas dos rios Uraricoera e Mucajaí, as equipes conseguiram apreende vários itens, como combustíveis, embarcações, maquinários de dragagem, munições, geradores de energia, entre outros.

De acordo com comandante da 1ª Brigada de Infantaria de Selva (1ª Bda Inf Sl), general Gustavo Dutra, financeiramente, toda a logística dos garimpeiros somam mais de R$ 597 mil.

“É uma realidade no Estado e como a procura do pessoal por essa atividade vem aumentando, o número de áreas também vem crescendo na mesma proporção. Por esse motivo, estamos cada vez mais intensificando esse combate. Vamos continuar reforçando o bloqueio logístico nos rios Uraricoera e Mucajaí, e muito em breve vamos subir os rios. É um desgaste muito grande para realizar esse tipo de ação, mas entendemos como extremamente importante”, destacou.

Segundo Dutra, quase 350 militares participaram das ações. Além das apreensões, a operação também realizou a interdição de três pistas clandestinas, suporte para cumprimentos de mandados de prisão pela Polícia Civil e ações sociais voltadas para as comunidades indígenas.

“Obviamente nós estamos aperfeiçoando as nossas técnicas operacionais, já que nós sabemos que os garimpeiros estão articulados para evitarem qualquer tipo de flagrante, mas eu acredito que a cada operação, os resultados estão mais significativos”, frisou.

Com relação a operação Controle, que tem como foco o reforço nas regiões de fronteira, o General Dutra explicou que as ações envolveram pouco mais de 400 homens, além de contar com um aparato de 36 veículos.

As ações da operação envolveram revista em pessoas, bagagem e veículos; vigilâncias nas linhas de fronteira, o que incluiu patrulhamentos em “cabriteiras”; e controle de veículos e cidadãos estrangeiros.

“Esse tem sido o grande desafio da Brigada, já que estamos com quatro operações simultâneas abertas (Curaretinga, Controle, Escudo e Acolhida). Então, a logística tem exigido de nós muita flexibilidade e adaptabilidade. Não podemos nos esquecer do homem que está na fronteira, que muitas vezes está acompanhada de sua família. Isso tem exaurido a Brigada nos seus meios, porque estamos praticamente com todos nossos meios logísticos empregados nas diversas frentes da nossa faixa de fronteira”, complementou.

 

DADOS TANGÍVEIS - OPERAÇÃO CURARETINGA XI

Embarcações Apreendidas - 13
Gasolina (Litros) - 2.550
Diesel (Litros) - 5.300
Geradores - 16
Motobombas - 8
Mangeiras para Draga (Metros) - 25
Drogas - 0
Botijões de Gás - 30
Ouro (Gramas) - 12,8
Roupas de Mergulho - 24
Balsas - 20
Compressores - 7
Motores de Polpa - 3
Motores - 20
Bebidas Alcoólicas - 902
Fogões - 8
Dinheiro - R$ 750,00
Pen Drives - 3
Cartuchos Calibre 20 - 20
TV's - 3
Antenas Parabólicas - 1
Freezers - 2
Mercúrio (Recipientes) - 23

 

DADOS TANGÍVEIS - OPERAÇÃO CONTROLE

Veículos Revistados (carros de passeio, vans e ônibus - 73.421
Caminhões Apreendidos - 4
Caminhonetes Apreendidas - 2
Motocicletas Apreendidas - 2
Pessoas Detidas - 20
Apreensão de Animais Silvestres - 1
Apreensão de Drogas (Maconha) - 5,7 kg
Apreensão de Armamento (Revólver Calibre 38) - 1
Apreensão de Munição (Cartucho Calibre 38) - 2
Apreensão de Material Oriundo de Descaminho - 24.100
Apreensão de Combustíveis, Óleos e Lubrificantes - 16.754
Apreensão de Ouro - 20 gramas

Same Borges alcantara disse: Em 02/05/2018 às 15:06:50

"O custo da Operação não paga o resultado....mas o serviço publico sempre acostumou gastar mais do que arrecada....tá explicado porque o país não se desenvolve..!!!"

Manuel disse: Em 02/05/2018 às 13:52:56

"É ladrão que não acaba mais... dentro e fora do garimpo."