CFP DISTRITO INDUSTRIAL
Senai vai oferecer cursos gratuitos de informática, gestão e eletroindustrial
Objetivo é ofertar serviços para os trabalhadores do Distrito Industrial e moradores de bairros próximos
Por Paola Carvalho
Em 13/03/2018 às 01:01
Senai tem a obrigação de aplicar 2/3 dos seus cursos com gratuidade, portanto vários cursos serão gratuitos para a população (Foto: Hione Nunes)

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial em Roraima (Senai-RR) inaugurou na manhã de ontem, 12, o Centro de Formação Profissional (CFP) Carlos Salustiano de Sousa Coêlho, no Distrito Industrial. A nova unidade vai oferecer inicialmente cursos de informática, gestão e eletroindustrial. 

A cerimônia de inauguração da nova unidade contou com a presença do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Minc), Marcos Jorge de Lima. A estrutura fica localizada na Avenida Parque Industrial, no Distrito Industrial, e conta com 3 mil metros quadrados de construção, com salas acessíveis, informatizadas e climatizadas, com a possibilidade de ampliação.

De acordo com o diretor-regional do Senai Roraima, Arnaldo Mendes, a instalação da nova unidade no Distrito Industrial foi pensada justamente para atender a sociedade que mora na zona Oeste, principalmente, que trabalha e gera emprego na área. “A ideia do CFP é justamente fazer parte do cotidiano das indústrias que estão localizadas no Distrito Industrial. Nós estamos fazendo com que toda a qualificação profissional que a indústria precisa seja feita aqui nessa região e também para toda a população do entorno do Distrito”, afirmou.

Arnaldo explicou que o novo Centro de Formação Profissional visa atender os moradores dos bairros adjacentes, como Araceli, Raiar do Sol, União, Operário e Pérola. Como o Senai tem a obrigação de aplicar 2/3 dos seus cursos com gratuidade, vários cursos serão ofertados para a população de graça.

OFERTA DE CURSOS – Sobre a oferta de vagas, o diretor explicou que o Centro de Formação Profissional vai começar com os cursos na área de informática, gestão e na parte do galpão operacional, direcionada ao setor de eletroindustrial. A princípio, serão cursos mais específicos voltados para a elétrica e automação de máquinas, no entanto, não está descartada a criação de novos cursos. “Nós estamos iniciando com 3 mil metros de construção, mas é uma escola que é modulada para crescer. A medida que as demandas foram surgindo, nós vamos ter que fazer novos blocos para atender a população”, explicou.

Com relação ao início das inscrições para as aulas, o diretor esclareceu que a instituição ainda está com alguns problemas técnicos com a internet, mas a expectativa é que o CFP entre em funcionamento efetivo a partir da próxima semana. “Nós vamos comunicar a imprensa e colocar faixas informando a população o dia exato que vai iniciar as atividades”, acrescentou.

HOMENAGEM – O CFP recebeu o nome de Carlos Salustiano de Sousa Coêlho, em homenagem ao engenheiro e empresário que já foi presidente da Federação das Indústrias do Estado de Roraima (FIER), diretor regional do Serviço Social da Indústria (Sesi-RR), diretor regional do Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RR), presidente dos Conselhos Regionais do Senai, Sesi e IEL, além da presidência do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RR).

Presente na inauguração, Carlos Coêlho explicou que não esperava pela homenagem e que apenas exerceu seu trabalho da maneira correta, como deveria ser, no tempo em que esteve à frente da Fier e demais instituições. “Fui pego de surpresa pela homenagem, mas fiquei muito feliz. O que eu fiz foi não perseguir ninguém e não deixar que isso fosse um costume nas diretorias. O fato de perseguir, eu não permito”, disse. (P.C)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!