MIRR
Sindicalistas fazem fiscalização em museu abandonado
Mirr segue fechado desde 2012 e sem previsão de reabertura
Por Michel Sales
Em 25/05/2017 às 10:59
Denúncia partiu de servidores (Foto: Wenderson de Jesus)

Nesta quinta-feira, 25, representantes do Sindicato dos Servidores Estaduais realizarão uma fiscalização no Museu Integrado de Roraima (Mirr), que fica no Parque Anauá.

O objetivo é verificar e pontuar as condições atuais do prédio e fornecer os dados para administração do complexo cultural para que tome as previdências cabíveis de melhoria no ambiente.

A denúncia sobre a depredação do local partiu de servidores. “O ambiente está entregue as baratas, traças e poeira. O abandono e insegurança são completos. Os vândalos já furtaram diversos equipamentos do Museu, dentre eles computadores e fiação elétrica. Os servidores não possuem o suporte mínimo para trabalhar no local”, destacou o servidor Francisco Filgueira.

A reportagem da Folha apurou que em fevereiro de 2014, o Governo do Estado anunciou o recebimento de R$ 400 mil em recursos para concluir a reforma do local, com expectativa de reinauguração até o fim de 2015, o que acabou não se cumprindo. O local atualmente serve de refúgio para desabrigados e usuários de drogas.

O Mirr segue fechado desde 2012 e sem previsão de reabertura.

Francisca Sonia Freitas Da Silva Silva disse: Em 25/05/2017 às 20:54:40

"Onde foi parar os 400mil para concluir a reforma do museu??Já sei o gato comeu..."