SEGURANÇA PÚBLICA
754 policiais civis são promovidos
Decreto foi assinado no Palácio Senador Hélio Campos, esta tarde
Por Folha Web
Em 11/01/2017 às 21:00
(Foto: Pesquisa por imagem)

A governadora Suely Campos (PP) assinou hoje um decreto de promoção aos Policiais Civis do Estado de Roraima, da classe B para a classe C, a contar de 1° de janeiro de 2017, contemplando 754 servidores. A solenidade ocorreu no Salão Nobre do Palácio Senador Hélio Campos.

A medida contempla servidores das nove categorias da Polícia Civil. Foram 400 agentes de polícia; dez médicos legistas; sete odonto-legistas; 36 peritos criminais; 79 escrivães; 15 papiloscopistas; 185 agentes carcerários; sete auxiliares de perito criminal e 15 auxiliares de necropsia.

O governo destacou que a promoção faz justiça aos policiais civis concursados e que desde a posse, há 12 anos, só tiveram uma promoção parcelada em três vezes.

REGULAMENTAÇÃO – O decreto regulamentou os requisitos para a promoção dos policiais civis de Roraima de todas as categorias, exceto os delegados, foi assinado no dia 20 de julho de 2016 e em apenas seis meses, a governadora está concretizando a promoção.

Atualmente todos esses policiais estão na classe B, onde o subsídio de um agente é de R$ 5.533,00. Com a promoção para a classe "C", após 12 anos de efetivo exercício policial, o salário agora será de R$ 7 mil, um aumento de 23%. O impacto financeiro é de R$ 16 milhões por ano.

Para efetivar a promoção a Polícia Civil instituiu a Comissão Permanente de Promoção, que coordenou e organizou os processos individuais. Além disso, todos os policiais passaram por curso de aperfeiçoamento, oferecido pela Academia de Polícia Integrada de Roraima.

Com informações da Secom-RR

concurseiro disse: Em 12/01/2017 às 13:04:59

"e os contadores que após 12 anos ganham só 3.900,00, brutos sem auxílio alimentação, sem gratificação nenhuma, sem progressão, sem nada. a maioria dos contadores são uns covardes eu já me indispus com alguns frouxos que tem medo de exigir seus direitos. eu sou contador efetivo e vou exigir meus direitos na justiça custe o que custar. nós assinamos balanços, defendemos o estado de multas milionárias na receita federal e esse governo medíocre não nos valoriza. a prestação de contas do estado tá chegando, hora ideal para nós contadores efetivos cruzarmos os braços e entrarmos em greve até o governo pagar nossos direitos."

marcus disse: Em 11/01/2017 às 22:27:40

"Parabéns "