CANTOS DE TRABALHO
Abrindo Caminhos retrata história de trabalhadores rurais em peça teatral
O espetáculo será apresentado nesta quinta-feira, 9 e sexta-feira, 10, a partir das 20h, com entrada gratuita
Por Folha Web
Em 09/11/2017 às 00:25

Preparar crianças e adolescentes que nunca tiveram contato com o teatro não deve ser tarefa das mais fáceis. Mas, quando o trabalho é administrado com dedicação e envolve o grupo para um objetivo, o resultado é transformador e mágico. 

E o encanto que essa arte transmite será apresentado no espetáculo ‘Cantos de Trabalho’, pelo grupo de teatro do Abrindo Caminhos, programa da Assembleia Legislativa de Roraima. Será nas noites desta quinta-feira, 9, e sexta-feira, 10, a partir das 20h, no teatro do Sesc Mecejana, com entrada franca.

O espetáculo envolve cerca de 100 atores que irão, num mix de teatro, dança e música, retratar as relações da arte com diversos postos de trabalho de ambientes rurais como pescaria, arar a terra, plantar, cuidar das criações.

“São práticas do dia a dia que ritualizam os ciclos sociais de construção, destruição e reconstrução da vida, disse a professora da oficina de teatro”, Kaline Barroso, que tem a parceria de Karen Barroso no trabalho realizado junto aos participantes das aulas. “Trabalho e música se configuram como poderosos elementos de conciliação, tornando mais ameno o cotidiano, fazendo o tempo fluir e a dor ganhar a companhia da mão que bate, do corpo que vibra e da voz que canta”, comentou Karen.

A peça tem cenas inspiradas no cotidiano de trabalhadores do campo, que cantam canções enquanto executam a atividade rural para amenizar a exaustão do trabalho, como as descascadoras de mandioca, plantadores de arroz, da farinhada, da colheita de cacau, das fiandeiras de algodão, além de abordar o trabalho infantil. As músicas serão cantadas ao vivo pelos jovens atores, em conjunto com os músicos Ismael Mafra, Kastorijane Oliveira, Tamie Timóteo, Silvandro Barros, Gidecy Sabóia e Marinho da Luz.

Atores - A maioria deles, segundo Kaline, subirá ao palco pela primeira vez. “O que eu posso dizer é que as crianças estão muito ansiosas, elas são muito dedicadas”, apontou a professora. Ao longo de meses de ensaios, a preparação foi intensificada e professora Karen explicou que todos chegaram crus ao Abrindo Caminhos e com o passar do tempo foram se aperfeiçoando. “No programa eles têm aula de expressão corporal, expressão vocal, de como se portar diante do público, como olhar para a plateia e aí eles estão prontos não só para o palco, mas também para a vida, para apresentação de seminário na escola, para uma apresentação na igreja, um discurso”, frisou.

A aluna Kamylly Emnanuelle Lima, de 14 anos, disse que a ansiedade cresce com o passar dos dias, assim como o medo de errar, mas garantiu que o resultado será fantástico, devido o empenho e a dedicação de todo o grupo. “Estamos ensaiando há bastante tempo e nós vamos conseguir fazer uma apresentação para tocarmos as pessoas”, disse. A adolescente, que desde pequena sonha em ser atriz, está no teatro do Abrindo Caminhos desde o início do programa, há um ano. “Sempre foi algo extrovertido com seriedade, ajuda bastante a gente. Algumas pessoas que sofrem com depressão, o teatro ajuda também a se soltarem”, enfatizou.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!