HOSPITAL GERAL
Acidentado realiza campanha para comprar material cirúrgico em falta
Paciente diz que está internado há 20 dias aguardando um tubo cirúrgico, por isso ele quer arrecadar dinheiro para comprar o material
Por Folha Web
Em 13/01/2015 às 00:18
Governo diz não ter conhecimento da falta de equipamento para a realização de cirurgia (Foto: Arquivo/Folha)
O despachante de veículo Luiz Henrique Soares Vidal, 23 anos, está internado no Hospital Geral de Roraima (HGR) há mais de 20 dias aguardando a chegada de um tubo cirúrgico para que seja feita uma operação no braço, quebrado em um atropelamento ocorrido no dia 22 de dezembro do ano passado. Ele também quebrou as duas pernas no acidente de trânsito.

Angustiado, o jovem entrou com contato com a Folha pedindo para divulgar sua história e promover uma campanha para ajudá-lo a comprar o equipamento que, segundo ele, está em falta no HGR. O acidente aconteceu quando foi tentar atravessar a avenida Nossa Senhora de Nazaré, no bairro Asa Branca, zona Oeste, e foi atropelado, já na calçada, por um motociclista em alta velocidade que invadiu o canteiro da avenida.

"Caí com a cabeça no canteiro e quebrei as duas pernas e um braço. O motoqueiro foi embora sem me socorrer", disse. "Um das pernas já foi cirurgiada e a outra está engessada. Mas desde então estou aguardando a chegada de um tubo para colorem no meu braço. Neste período, estou sem trabalhar e com minha esposa grávida de oito meses", disse. "Preciso de todo tipo de ajuda neste momento".

Segundo afirmou, os médicos disseram que em duas semanas o equipamento chegaria, mas ele pretende fazer a campanha a fim de conseguir dinheiro para antecipar a cirurgia. Ele não soube informar o nome e nem o valor do equipamento.

"Peço que me ajudem numa campanha para poder comprar esse equipamento para que possa sair daqui [HGR] e me recuperar em casa", disse. "Minha esposa está prestes a ter nosso primeiro filho e está desempregada, então toda ajuda que puderem será bem vinda. Tudo isso me deixa muito triste, mas acredito que as pessoas de bom coração possam olhar para mim e poder ajudar", disse.

A conta no Banco do Brasil é a de numero 20892-2 e agência 4263-3. "Qualquer depósito em dinheiro poderá ser feito em minha própria conta. Qualquer valor dado de coração será bem-vindo. Até o mínimo possível já me ajuda. Mas quem quiser pode ajudar com alimentos e fraldas. Qualquer quantia serve ou até uma palavra amiga", frisou.

GOVERNO - Em nota, a Secretaria de Comunicação do Governo do Estado informou que a Direção Administrativa do HGR não tem conhecimento da possível falta de equipamento para a realização de cirurgia, uma vez que o que o paciente ainda está em tratamento, o que inclui a realização de futuras cirurgias.

Em relação à reclamação de demora, a direção esclareceu que se trata do tempo de repouso do próprio organismo do paciente, que já passou por uma cirurgia. O intervalo é necessário para a realização de mais de uma cirurgia necessária.

A direção afirmou que o paciente é acompanhado pela equipe de ortopedia do hospital que, nesta terça-feira, 13, fará nova avaliação. Conforme o quadro clínico será solicitada a avaliação do médico especialista para posterior agendamento da cirurgia. (R.R)
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!