MILITARIZADO
Alunos são flagrados com cocaína em colégio militarizado
Gostei (2) Não gostei (0)
Duas trouxinhas de substância aparentando ser cocaína foram encontradas com os adolescentes
Por Tarsira Rodrigues
Em 14/06/2018 às 00:56
Os três alunos foram encaminhados à Central de Flagrantes (Foto: Nilzete Franco)

Dois adolescentes de 16 e 17 anos e um jovem de 18 anos foram flagrados com substância que aparenta ser cocaína. O caso ocorreu no Colégio Estadual Militarizado Luiz Rittler Brito de Lucena, no bairro Nova Cidade, zona oeste de Boa Vista. O pó branco foi encontrado na mochila de um deles na tarde de ontem, 13.

Ao todo foram encontradas duas trouxinhas da substância. Inicialmente os alunos negaram que o material pertencesse a eles. A Polícia Militar (PM) foi chamada e os envolvidos foram encaminhados à Central de Flagrantes no 5º Distrito Policial para que o caso seja esclarecido.

“Eles foram flagrados por um dos tenentes que coordena a instituição escolar, que é militarizada. O tenente desconfiou da atitude deles e resolveu investigar”, afirmou um dos policiais militares que atendeu a ocorrência.

Os pais dos adolescentes foram comunicados e o caso deverá ser encaminhado à Delegacia de Defesa da Infância e da Juventude (DDIJ).

GOVERNO – Em nota, a Secretaria Estadual de Educação e Desporto confirmou que os três alunos foram encaminhados para a Delegacia, onde foram adotadas medidas dentro da Lei. “Por ser considerada falta gravíssima, será aberto um procedimento disciplinar no Conselho de Disciplina do Colégio”, informou.

Matheus Auler disse: Em 14/06/2018 às 11:27:25

"Essa é a diferença, em uma escola militarizada a supervisão de fato acontece... Os profissionais tem o empenho certo e conseguem descobrir essas faltas graves, isto acontece diversas vezes em escolas estaduais, municipais e até particulares, porém quase nunca são identificados os casos. O plano militar é bom, a disciplina e a hierarquia sempre funcionou e sempre irá funcionar, somos a favor de um futuro melhor !!!"

souza disse: Em 14/06/2018 às 09:55:07

"Só porquê é numa escola militar é falta gravíssima mais se fosse em outra Escola como seria adotado o caso relatado."

Marcelo Lima disse: Em 14/06/2018 às 06:35:13

"Agora expulsa os alunos e ta resolvido o problema. Quer dizer transfere o problema pra outra escola. "

rnuj disse: Em 14/06/2018 às 04:53:29

"Separa o joio do trigo! "

AMADEU CABRAL CATARINO disse: Em 14/06/2018 às 10:29:07

"Essas sementinhas do mal com (L), tem que ser eliminados no ventre; processo disciplinar e expulsão imediatamente do colégio, para evitar a contaminação dos demais e desmoralização da instituição, lugar de bandido traficante e dentro de um presidio levando choque e passando fome, alguém precisa dizer isso pra essa geração de delinquentes."