ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
Ano legislativo inicia com expectativa de crescimento da bancada governista
Embora o líder do G14 afirme que não haverá baixa no grupo, governistas anunciam aumento na base de apoio ao Palácio Senador Hélio Campos
Por Cyneida Correia
Em 15/02/2017 às 00:51
Com a volta ao trabalho, serão retomadas sessões ordinárias três vezes por semana (Foto: Divulgação)

Com o retorno nesta quarta-feira dos trabalhos na Assembleia Legislativa do Estado (ALE), a base governista continua trabalhando para ser a maior bancada na Casa e unir os blocos governistas em um só. As lideranças governistas afirmam que o Palácio Senador Hélio Campos passará a contar com maioria dos deputados estaduais, o que vai permitir ao Governo do Estado aprovar qualquer iniciativa, menos aquelas que exigem quórum qualificado.

“A princípio, não discutimos como ficariam os blocos, se mudaria o bloquinho ou o blocão, mas nosso objetivo é ter apenas a bancada governista na Assembleia Legislativa. Isso sim será o governo. Seremos um bloco só”, disse o deputado Brito Bezerra (PP), líder do governo na Casa.

As conversações com os articuladores do Palácio Hélio Campos envolvem o nome dos deputados estaduais Joaquim Ruiz (PTN), Chico Mozart (PRP), Xingu (PSL), Naldo da Loteria (PSB), Coronel Chagas (PRTB) e Odilon Filho (PEN). Em entrevista à Folha, Brito Bezerra disse que os parlamentares estão simpáticos em colaborar com o governo.

“Alguns já estão firmados, como o Chico Mozart, que já é governo e vai declarar na próxima sessão. Mas estamos conversamos com outros deputados e todos estão se mostrando dispostos a ajudar a governabilidade. Certo que uma parte dos parlamentares não virá de forma imediata, mas estão dispostos a ajudar a governabilidade”, frisou.

O parlamentar destacou que a aprovação da Reforma Administrativa e outros projetos importantes, como o Zoneamento Econômico e Ecológico (ZEE) e a parceria público-privada serão prioridades. “Nossa expectativa são as melhores e esperamos que 2017 seja bem melhor do que em 2015 e 2016, trabalhando junto em prol do povo de Roraima”, complementou.

O deputado Sampaio (PCdoB), líder do bloquinho, disse que espera que o ano seja tranquilo. “Não é ano de disputa eleitoral e esperamos que possamos avançar este ano em relação às questões do Estado. A economia tem crescido e, para o Estado, temos pontos importantes a aprovar, como o Zoneamento Econômico, que tem que prevalecer para o bem do Estado. Nós, do bloquinho, continuamos quatro parlamentares e estamos de portas abertas para receber os colegas que queiram integrar o bloco. Vamos continuar na defesa dos servidores públicos”, frisou.

O deputado Coronel Chagas (PRTB), presidente interino da Assembleia Legislativa, explicou que a sessão solene está definida e que as expectativas são as mais positivas. “A expectativa é que nas próximas sessões sejam analisados os vetos enviados pelo Poder Executivo durante o recesso parlamentar e analisado o projeto de reforma administrativa encaminhado também pelo governo”, afirmou.

SEM MUDANÇA – O deputado George Melo (PSDC), líder do chamado G14, disse que o grupo continua “firme e forte” e que não haverá saída de integrantes, ao contrário do que vem dizendo o bloco governista. “Vamos continuar como éramos, independentes. O governo precisa cuidar mais da gestão e da parte operacional para que as coisas funcionem na Assembleia. Nosso grupo continua normal, unido e forte e continuamos com 14 deputados fechados”, destacou.

Sessão inicia com leitura da mensagem governamental

O superintendente legislativo adjunto da ALE, João de Carvalho, informou que a sessão começa com a leitura da mensagem governamental da governadora Suely Campos (PP). A chefe do Poder Executivo explicará a atual situação que se encontra o Estado e as providências pretendidas para ao longo do ano.

Com o início das atividades, as sessões ordinárias as terças, quartas e quintas-feiras são retomadas, assim como as reuniões e ações cotidianas das 15 Comissões Permanentes.

No dia 16, quinta-feira, a partir das 9h30, haverá um culto ministrado pelo presidente da União dos Militares Cristãos Evangélicos de Roraima, evangelista Leandro Gentil de Góes, com duração de 20 minutos, aproximadamente. Em seguida, haverá a entrega da Comenda Orgulho de Roraima ao ex-senador Mozarildo Cavalcanti, indicado pelo presidente da Casa, deputado Jalser Renier (SD), e pelo 1º vice-presidente, deputado Coronel Chagas (PRTB).

Comentários
concurseiro disse: Em 15/02/2017 às 07:32:41

"tem o blocão, o bloquinho, o bloco do governo: cadê o bloco do contribuinte?"