INVERNO
Aumenta número de pontos emergenciais em Roraima
Gostei (0) Não gostei (0)
Na tarde deste domingo, dia 8, o nível do rio Branco em Boa Vista está em 8,33m, já em Caracaraí faltam apenas 18cm para chega atingir o nível de 10m.
Por Folha Web
Em 08/07/2018 às 16:16
Existem 18 frentes de ações emergenciais da Defesa Civil do Estado, atuando na Operação Inverno em Roraima

A CEPDC (Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil), do CBMRR (Corpo de Bombeiros Militar de Roraima) está mantendo ações efetivas da Operação Inverno 2018, em parceria com coordenadorias municipais de Proteção e Defesa Civil, nas regiões afetadas pelas chuvas.


Atualmente no estado existem 18 frentes de ação emergencial atuando nas regiões mais afetadas pelas chuvas. Segundo informações do Corpo de Bombeiros diariamente equipes são enviadas para as localidades que necessitam de maior apoio, como as que ficam nos municípios de Cantá e Caracaraí, onde os pontos mais críticos se concentram e famílias precisaram ser retiradas.


Neste fim de semana, na Vila Vintém, no município do Cantá, os bombeiros atenderam uma família desalojada. Em Caracaraí, foram removidas 20 famílias dentre desabrigadas e desalojadas, que seriam enviadas para casas de parentes ou conhecidos.


Conforme as informações enviadas pela Defesa Civil, as famílias desalojadas receberam apoio das equipes de bombeiros no transporte para as casas de familiares. Seis famílias desabrigadas, que não tinham para onde ir, foram conduzidas para abrigos. Desse total, três foram acomodadas no abrigo instalado no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e três foram levadas para a Creche Pingo de Gente, ambos na sede do Cantá.


Pontos Críticos


As equipes da Defesa Civil Estadual atualmente atendem as seguintes localidades:


-Vicinal 28 do município de Caroebe, onde os militares realizaram a instalação de um cabo de aço para o apoio no escoamento da produção;
-Vicinal Tamandaré, em Mucajaí, com monitoramento diário;
-Região do Ereu e igarapé Aramaxim, em Amajari, onde as equipes atuam na baldeação dos moradores, além de apoio emergencial às comunidade de Bom Jesus e Acará;
-BR-432, no Cantá, em parceria com o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrurua de Transporte) e PRF (Polícia Rodoviária Federal) no monitoramento do nível do rio Cachorro e na sinalização dos pontos de alagamento. Monitoramento diário também nas pontes que dão acesso às comunidades da Serra Grande I e II.
-Balsa do Passarão, zona rural de Boa Vista, apoio na travessia do rio Uraricoera. 
-Alto Alegre, retirada de gado ilhado nas propriedades rurais que estão alagadas;
-Em Caracaraí, apoio ao Executivo Municipal com o monitoramento das famílias que vivem em áreas de risco para realocá-las em ambientes seguros, caso seja necessário. As equipes estão divididas em várias vicinais em situação crítica.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!