EXPOFERR 2017
Banco do Brasil anuncia liberação de R$ 30 milhões para produtores
Montante de crédito na edição de 2017 é quase o dobro do que o banco financiou na edição anterior da Expoferr, em 2015
Por Folha Web
Em 13/10/2017 às 01:18
Créditos foram concedidos a pequenos, médios e grandes produtores que participam do evento (Foto: Divulgação)

Durante a 40ª Exposição Feira Agropecuária de Roraima (Expoferr), na noite de quarta-feira, 11, a governadora Suely Campos (PP) e o superintendente do Banco do Brasil, Álvaro Fertig, entregaram tratores, caminhões e cartas de crédito para aquisição de gado, construção de curral e cerca, além de custeio para a produção, beneficiando vinte produtores. 

Os financiamentos somam R$ 6,7 milhões, mas as propostas que estão sendo analisadas atingem a quantia de R$ 23 milhões. “Somado aos R$ 6,8 milhões liberados, podemos chegar a quase R$ 30 milhões. É um movimento na economia bastante expressivo, quando se compara o volume que o banco opera normalmente durante um mês tradicional. Na feira, estamos fazendo um volume até três vezes maior”, disse.

Fertig observou que o montante de crédito na edição de 2017 é quase o dobro do que o banco financiou na edição anterior da Expoferr, em 2015. “Isso é um sinal claro de recuperação da nossa economia e do acerto das políticas públicas para fomentar o agronegócio”, disse.

Os créditos foram concedidos a pequenos, médios e grandes produtores dos municípios de Boa Vista, Alto Alegre, Mucajaí, Iracema, Bonfim, Caracaraí e São João da Baliza. “É importante destacar que desses vinte produtores, oito estão recebendo seus financiamentos através de projetos elaborados pelos técnicos da Secretaria de Agricultura que estão fazendo atendimento aqui na feira, para atender qualquer demanda dos nossos produtores”, disse a governadora ao acrescentar que todos os órgãos ligados ao setor produtivo, como o Iteraima, Aderr e Femarh estão com estandes na Expoferr, com técnicos disponíveis durante o dia e a noite.

“Essa é a ambientação que aproxima o produtor dos agentes financiadores, dos órgãos do governo e dos empresários do setor de máquinas, insumos e implementos agrícolas. Estamos vivenciando um momento propício para o agronegócio, com a melhora do nosso PIB (Produto Interno Bruto), com safras recordes de soja, milho, arroz e de expansão da pecuária, após a conquista do status livre de aftosa com vacinação. Por isso fiz questão que realizássemos a Expoferr, pois é um investimento para fomentar ainda mais a atividade rural. Não tenho dúvidas que o agronegócio será o responsável por mudar a matriz econômica de nosso Estado, que cada vez mais desponta como a mais nova fronteira agrícola do Brasil”, disse.

Fertig também destacou a importância da Expoferr para estimular a economia nesse momento de crise econômica no país. “As pessoas se veem encorajadas a ver os seus projetos colocados em prática, buscam o apoio financeiro, as instituições financeiras têm recursos, tem linhas e prazos adequados. Então esse conjunto de fatores faz com que a demanda aumente. Aliado a tudo isso, o agronegócio vive um grande momento como não se via há anos. É o único setor da nossa economia que não está sofrendo nenhum tipo de sobressalto”, esclareceu.

Um dos produtores contemplados, Eduardo Paludo, destacou a importância do apoio das instituições financeiras. “Fiz um financiamento para recuperação de pastagem e para lavoura de soja e milho. Por meio do financiamento você consegue fazer em um ano o que levaria cinco ou seis para fazer com capital próprio. Quem pega um financiamento para fazer aquilo que está especificado no projeto e aplica corretamente, com certeza tem um retorno”, afirmou.

OUTROS – Além do Banco do Brasil, também estão com agências na Expoferr a Caixa Econômica Federal, o Banco da Amazônia e a Desenvolve Roraima, ofertando diversas linhas de crédito.

Nesta sexta-feira, está prevista a entrega de mais créditos, dessa vez, do Banco da Amazônia e da Desenvolve Roraima, incluindo o Balcão de Ferramentas, cujas inscrições podem ser feitas em estande montado pela Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes) nas dependências do Parque de Exposições Dandãezinho.

PROGRAMAÇÃO – Diariamente, o homem do campo dispõe na Expoferr de cursos e clínicas tecnológicas em diversas áreas, para se capacitar. Nesta sexta-feira, 13, estão sendo ofertados cursos de manejo de pragas e doenças em citrus; irrigação básica; manejo do maracujá; avicultura; manejo da banana irrigada; cultivo do dendezeiro e adubação da melancia. As inscrições são feitas na hora e são gratuitas.

Na programação do dia, haverá ainda Corrida de Cavalos, às 15h; leilão de gado da raça senepol, trazido do Mato Grosso do Sul, às 18h; vaquejada, rodeio, além de forró com artistas locais.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!