JAMROCK
Banda roraimense faz show nesse sábado em Manaus
Gostei (0) Não gostei (0)
O cd “Jamrock” está disponível na página do grupo no Youtube
Por Folha Web
Em 31/03/2018 às 09:00
O álbum teve o apoio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (Foto: Divulgação)

A Jamrock será uma das atrações do Bloco da rua nesse sábado (31) em Manaus, dividindo o palco com Casa de Caba, Maracatu da Pedra encantada, o  tronxo, Gramophone e Pororoca Atomica.

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult).

A banda é formada por Bebeco Pujucan (samples/gaita), Hugo Pereira (vocal/baixo), Ana Gabriela (vocal/guitarra), Hyago Moura (vocal/guitarra) e Ícaro Leony (bateria).

O show será repleto de canções do seu último trabalho lançado. No repertório das canções, parcerias com George Farias, Ben Charles, Dibob, além de faixas como ‘fuxiqueiro’ de autoria da Brenda Lima.

Natural de Boa Vista, o grupo iniciou a caminhada em 2010, amparado em referências que passeiam desde Bob Marley ao Movimento Roraimeira, sempre apegado à inquietude do rock n roll.

“Quando fazemos música, tudo nos interessa. A gente flerta com diversos ritmos e procura tocá-los do nosso jeito”, complementa Bebeco Pujucan, músico encarregado dos samples e da gaita.

O cd “Jamrock” está disponível na página do grupo no Youtube. O álbum teve o apoio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Antes mesmo deste lançamento, Jamrock já acumulava reconhecimento considerável pelo norte do Brasil. Em 2012, o EP A primeira viagem foi um diferencial na cena musical boavistense. Entre as seis faixas, Praia despontou no gosto da audiência e colocou sob holofotes o apelo das canções até então.

“Foi a primeira vez que nossa música criou uma conexão forte com o público. A partir daí, não era mais só para os nossos amigos e tal” relembra o vocalista e baixista, Hugo Pereira.

No ano seguinte, eles lançariam Jamrock ao vivo na casa do Neuber, que lhes daria o reconhecimento necessário para a seleção no projeto “SESC Amazônia das Artes” daquele ano. O grupo acabou rodando todos os 10 estados da Amazônia Legal. “Fomos muito bem recebidos, além das minhas expectativas. Desde então, tem sido uma grande responsabilidade representar nosso estado”, orgulha-se a vocalista e guitarrista Ana Gabriela.

Sobre - O Bloco na Rua surgiu no ano de 2016, com o intuito de fazer dialogar diferentes segmentos artísticos no mesmo espaço e também proporcionar contato entre diferentes públicos, trazendo resistência e irreverência. Neste ano, o Bloco na Rua vem mais uma vez apostando em novas ferramentas visuais, performáticas e lúdicas.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!