CAPITAL EM ALERTA
Bebê venezuelano é internado no Hospital da Criança com suspeita de Sarampo
De acordo com a Prefeitura, a criança havia chegado com a mãe há cerca de 20 dias na Praça Capitão Clóvis
Por Minervaldo Lopes
Em 13/02/2018 às 17:13
Equipes de Vigilância Epidemiológica do Município já iniciou verificação para bloqueio vacinal contra a doença (Foto: Hione Nunes)

Autoridades municipais de saúde estão em alerta após um bebê venezuelano de um ano de idade ter dado entrada no Hospital da Criança Santo Antônio (HCSA) com suspeita de sarampo. A criança seria filha de uma moradora de rua, que teria chegado a Roraima há cerca de 20 dias.

“A equipe da Vigilância Epidemiológica esteve na praça Capitão Clóvis, onde se encontram acampados dezenas de imigrantes venezuelanos, para investigar a ocorrência do caso suspeito de sarampo e realizar um bloqueio vacinal contra a doença nas pessoas que apresentaram critério para vacinação”, destacou a Prefeitura de Boa Vista, em nota.

A nota destaca também que prefeitura também realizou pela da manhã desta terça-feira, 13, o bloqueio vacinal na praça do Garimpeiro. "O sarampo é uma doença infectocontagiosa e pode ser prevenida através da vacina, disponível nas unidades básicas de saúde. Lembramos a população boa-vistense sobre a importância de manter a carteira de vacina em dia", complementou.

Ainda segundo a Administração Municipal, uma amostra de sangue da criança já foi colhida e será analisada nesta terça-feira, no Laboratório Central de Saúde Pública de Roraima (Lacen-RR), para confirmação do caso.

Desde o agravamento da crise no país vizinho, o Estado já mais de 40 mil venezuelanos, o que representa 10% de toda a população da capital. Pouco mais de 12 mil pediram refúgio para viver no país. Sobre o bebê, ela seria natural da cidade El Tigre, Norte da Venezuela. “A criança está no isolamento do HCSA recebendo todo o suporte da equipe”, concluiu.

ritinhafonseca disse: Em 14/02/2018 às 17:08:36

"NÓS ESTAMOS FUFU ISSO SIM PQ NEM SAIR DE CASA PODEMOS PQ OU PEGAMOS ALGUMA DOENÇA OU SOMOS ROUBADOS OU ABORDADOS EM SEMA FOROS ESTAMOS REFÉNS DENTRO DA NOSSA PRÓPRIA CASA E NO NOSSO PAÍS. UMA VERGONHA ESSA LEI BRASILEIRO AONDE DÃO PRIVILÉGIOS PROS DE FORA E NÓS QUE PAGAMOS OS NOSSOS IMPOSTOS NOS TORNAMOS ESCRAVOS DESSA SOCIEDADE RIDÍCULA."

Rildo Lopes disse: Em 14/02/2018 às 13:08:15

"Vivemos em um Estado onde não há diferenças de classe, pois não possuímos pessoas necessitadas, muito menos moradores de ruas ou pessoas com transtornos psiquiátricos vagando pelas ruas por falta de hospital, falando em hospital, o nosso pode até ser comparado ao Hospital Israelita Albert Einstein, aquele que os políticos conhecem muito bem. E o que falar da nossa educação, magnífica! É, nosso Estado não tem desempregados muito menos pessoas com formação trabalhando em outras áreas, pq essas pessoas o governos não deixa na mão, pois possuímos um programa de interiorização para todos os formandos irem em busca de emprego em outros estados. Temos também uma segurança impar, e que não nos deixa preocupados com qualquer imigração que seja. Temos também políticos honestos que não se preocupam com enriquecimento ilícitos e abusivo. Ahhhh essa é nossa Roraima/Boa Vista/BRASIL.... é muito fácil chamar alguém de xenofobico, vivendo nessa Roraima. Existe sim xenofobia, mais também existe pessoas indignadas e cansadas de hipocrisia. Convido você que vive nessa Roraima, a sair da sua zona de conforto e conhecer a nossa Roraima que é bem longe de Narnia!"

Christhian Rodolfo Torres Dominguez disse: Em 14/02/2018 às 07:20:39

"esse é o resultado da imigração desordenada ..........................nenhum tipo de controle sanitario"