CANAIMÉ
Bloco reclama de organização de Carnaval
Segundo o coordenador do bloco Canaimé, foliões foram agredidos e receberam spray de pimenta nos olhos
Por Raisa Carvalho
Em 14/02/2018 às 15:00
Confusão ocorreu durante o encerramento do carnaval da Prefeitura (Foto: Shigeaki Alves)

O Bloco Canaimé divulgou uma nota de repúdio contra os organizadores do carnaval da Prefeitura na manhã dessa quarta-feira (14). De acordo com o diretor do grupo, Venicius Linhares, a Fundação de Turismo, Esporte e Cultura de Boa Vista (Fetec) tentou expulsar os foliões da avenida, causando constrangimento. Ele também afirmou que a Guarda Municipal chegaram a usar spray de pimenta para tirar as pessoas da rua.

Segundo o Coordenador, a organização do carnaval não deixou o bloco terminar o seu circuito, que inicia na Praça das águas e encerra com o retorno ao mesmo local.

“Foi uma questão de autoritarismo. A Guarda Municipal chegou expulsando os foliões. Eles queriam subir no trio para parar a banda e nós não permitimos, já que o trio não era da prefeitura. A guarda era da organização, mas não tinha contrato sobre o trio e não poderia subir. Nós apenas queríamos concluir o percurso e eles bloquearam a saída, foi quando o público se exaltou e eles jogaram o spray de pimenta” contou.

Após a confusão, o bloco divulgou que não irá mais participar do circuito de carnaval da prefeitura e que no próximo ano irá realizar um carnaval independente.

“Acreditamos que houve um prejuízo para os foliões do bloco. É uma falta de organização para o público do Canaimé, não só para as pessoas que compraram o abadá, mas também para aquele folião que acompanha o bloco por fora da corda” disse.

Confira a nota na íntegra:

“É galera ficou um gostinho de quero mais! Foi mais um lindo carnaval para conta com todos os adereços possíveis que só o Canaimé sabe reunir para realizar essa linda festa. Infelizmente a organização do carnaval por parte da prefeitura – Fetec ainda não está preparado para receber a energia carnavalesca que o Canaimé emana e acaba por promover situações vexatórias  que tão somente ilustram sua total falta de respeito pelo folião e sua desorganização  porém esse tipo de atitude  é a qual nos deparamos há nove anos quando adentramos o circuito oficial do município

 

Queremos deixar claro que para o Canaimé as dificuldades são queimadas como combustível e que tudo isso só nos faz ter certeza que estamos no caminho certo, pois nosso verdadeiro compromisso é com o folião”.

Canaimé - Criado em 2009, o Canaimé surgiu dentro da família de Vinicius Linhares, que hoje é diretor do bloco. O nome foi escolhido para homenagear um dos personagens mais fortes da cultura de Roraima, o Canaimé, conhecido como um justiceiro na mitologia indígena, o verde do abadá também homenageia a natureza da região.

Outro lado - A Fundação de Educação Turismo Esporte e Cultura (Fetec) esclarece que essa denúncia não procede. Por uma questão de organização e segurança para os envolvidos, todos os eventos públicos da Fetec encerram 1h da manhã, e tem sido dessa forma desde 2013. Esse horário é o que se tem acordado com os órgãos de segurança e comunicado previamente a todos os blocos credenciados.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!