JUSTIÇA ELEITORAL
Cantá será o próximo município a realizar o cadastro biométrico
O recadastramento biométrico será no período de 22 de agosto a 10 de setembro
Por Folha Web
Em 03/08/2017 às 14:00
O recadastramento biométrico da 3ª Zona Eleitoral que compreende o município de Alto Alegre foi encerrado na última sexta-feira (Foto: Divulgação)

O recadastramento biométrico da 3ª Zona Eleitoral que compreende o município de Alto Alegre foi encerrado na última sexta-feira.  

Cantá será o próximo município a receber as equipes da Justiça Eleitoral para realizar o recadastramento biométrico no período de 22 de agosto a 10 de setembro.

Os pontos de cadastro serão Câmara Municipal  de 22 de agosto a 10 de setembro, Vila Central na Escola Antônio Augusto Martins de 29 de agosto a 07 de setembro; Vila Progresso na Escola Alcides Miguel de 09 e 10 de setembro; Vila Félix Pinto na Escola  Profª Genira Brito de 29 de agosto a 07 de setembro e Vila São José – Baruana na Escola Barbosa de Alencar de 08 a 10 de setembro.

Alto Alegr. A meta estipulada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é atingir 80% do eleitorado de cada município.

Segundo dados do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR), a meta a ser batida em Alto Alegre era de 7.047 eleitores de um total de 10.115 pertencentes ao município.

No período de 4 a 28 de julho 7.211 eleitores  fizeram a biometria, número  que corresponde a 81,60% do eleitorado.

“Ficamos muito preocupados na penúltima semana de atendimento, em virtude da baixa procura do eleitor, especialmente na sede do município. Diante disso intensificamos a divulgação nos meios de comunicação e, buscamos mais apoio junto às autoridades políticas do município para garantir que os cidadãos tivessem condições de chegar aos postos de atendimento. O resultado foi positivo e atingimos a meta pretendida”, comemorou a presidente do do TRE-RR, Des. Tânia Vasconcelos.

A biometria é uma tecnologia que confere mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação, pois o leitor biométrico acoplado à urna eletrônica deve confirmar a identidade de cada eleitor, comparando o dado fornecido (impressões digitais) com todo o banco de dados disponível.

Com isso, fica praticamente inviável a tentativa de fraude na identificação do votante, uma vez que cada pessoa tem impressões digitais únicas. Um dos objetivos da biometria é atualizar o cadastro eleitoral, por meio da coleta de impressões digitais, registro fotográfico dos eleitores e revisão dos dados cadastrais.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!