CARNAVAL 2017
CaraFolia atraiu mais de 50 mil pessoas durante as quatro noites de folia
Realizado por meio da parceria entre o Governo e a Prefeitura local, o evento foi encerrado na noite de ontem, 28
Por Folha Web
Em 01/03/2017 às 09:03
CaraFolia superou as expectativas e atraiu público de mais de 50 mil pessoas (Foto: Divulgação/Secom Gov)

Com mais de uma década de história, o CaraFolia, tradicional carnaval no município de Caracaraí, na região Centro-Sul do Estado, foi encerrado ontem, 28. O evento superou as expectativas e levou mais de 50 mil foliões nos quatro dias de festa, segundo cálculo da Polícia Militar de Roraima (PMRR).

Com o tema “O Carnaval dos Carnavais”, a festa contou com o apoio do Governo do Estado, o que acabou tornando possível proporcionar ainda mais diversão para a população. Além da apresentação dos blocos e de bandas locais, os brincantes puderam contar com atrações como a disputa de “Veloterra” e o Encontro de Paredões.

“O CaraFolia se consolidou como mais uma tradição cultural e com o apoio do Governo do Estado está ainda mais lindo e organizado. A festa foi linda, com paz e segurança, o que pretendemos repetir em Pacaraima com a retomada do Micaraima nesta sexta e sábado, 03 e 04”, avaliou a governadora Suely Campos (PP).

A prefeita de Caracaraí, Socorro Guerra (Pros), destacou que o apoio do Governo do Estado foi fundamental para o sucesso do evento. “Foi uma festa maravilhosa, com segurança e entretenimento para a população. Nós só temos a agradecer ao Governo do Estado, que foi o grande responsável pelo sucesso deste evento”, disse.

 

DISPUTAS

Uma das atrações mais aguardadas do evento, a apuração do concurso de blocos movimentou a última noite de festa, consagrando o bloco “Eu e Você” como grande vencedor.

O bloco comemorou dez anos e foi pego de surpresa com a vitória, já que no ano passado, o grupo não entrou na avenida. “São 600 brincantes que se envolveram, ensaiaram bastante nestes vários meses de preparação. É uma alegria muito grande, que nos motiva a vir com tudo no ano que vem”, disse Vera Arruda, presidente do grupo.

O último dia contou ainda com a disputa do Super Veloterra durante a tarde. No palco principal, a festa começou às 19h com a apuração da disputa de blocos. Em seguida as bandas Cliver Lima, Caribe Show, Brasileirinho e Fuzuêra, animam a festa até às 04h desta Quarta-Feira de Cinzas. Ao todo, cerca de 15 grupos e artistas locais subiram ao palco.

 

POLICIAMENTO

O reforço no policiamento foi fundamental para garantir a segurança do CaraFolia. Segundo o Governo, foram empregados mais de 50 policiais militares por noite, além do apoio de agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Guarda Civil Municipal (GCMO e outras instituições da Segurança Pública, como Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

As ações de parceria resultaram em dados bastantes significativos. Foram poucas ocorrências, sendo a maioria envolvendo pequenos desentendimentos resolvidos rapidamente, garantindo uma festa tranquila. “Foi uma festa marcada pela paz, onde a população soube se divertir com tranquilidade”, avaliou o comandante de Policiamento da Capital (CPC), tenente-coronel Francisco Maia.

O Conselho Tutelar também esteve presente para garantir que crianças não fossem colocadas em situação de risco.

Por meio do trabalho conjunto entre a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) e Secretaria Municipal de Saúde de Caracaraí, os brincantes receberam ainda orientações sobre prevenção as DST/Aids.

 

EMPREGO E RENDA

Como já era esperado pelas projeções do Governo, o CaraFolia conseguiu movimentar a economia do município durante as quatro noites de festa. O evento fez circular aproximadamente R$ 300 mil devido ao grande número de turistas na cidade Porto.

Quem saiu ganhando foram pessoas como o vendedor ambulante Enésimo Ferreira. Ele conta que já trabalha com a venda ambulante de alimentos, mas em ocasiões como o CaraFolia, o faturamento diário mais que triplicou. “Em um fim de semana comum eu vendo cerca de 30 cachorros-quentes, e aqui vendemos mais de 50. Só não vendemos mais porque acabava cedo. Então para gente foi uma oportunidade excelente”, explicou.

Com a proibição de garrafas de vidro pela coordenação, os comerciantes utilizaram a criatividade para manter as vendas e satisfazer os clientes. A vendedora Jorgiana Souza aproveitou a oportunidade para comercializar copos e garrafas plásticas e, com isso, conseguiu uma renda ainda maior.

“No primeiro dia muitas pessoas deixaram de comprar bebidas de vidro para comprar de latinha. Pensando nisso, passamos a vender copos e garrafas plásticas no segundo dia e, com isso, conseguimos faturar ainda mais”, explicou a comerciante, que chegou a faturar R$ 300 em apenas uma noite.

Mas não foi só na avenida que a renda circulou. No comércio formal, a movimentação cresceu de 30% a 100%. No setor hoteleiro, por exemplo, a movimentação mais que dobrou em função da festa. Em alguns hotéis, as reservas iniciaram em janeiro e muitas pessoas ficaram sem vaga, graças à lotação nos hotéis da cidade.

Em outros setores do comércio como restaurantes, supermercados, entre outros estabelecimentos, houve um acréscimo de pelo menos 30% nas vendas. 

 

MICARAIMA

Nessa sexta-feira e sábado, 03 e 04, a folia muda de endereço e vai para a fronteira com a Venezuela, no município de Pacaraima, Norte do Estado, com o retorno da Micaraima, micareta mais tradicional do Estado que está sendo resgatada depois de mais de seis anos sem realização.

Neste ano, a atração principal será a banda baiana Araketu, que se apresenta no dia 04, encerrando a programação oficial do Carnaval 2017.

Com informações do Governo do Estado.

Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
Divulgação
MARCIO MARCELO MUNIZ disse: Em 01/03/2017 às 14:17:55

"Foi divertido em caracarai, porém não se compara ao de Boa Vista, achei muito devagar e sem graça, realmente com trio elétrico é muito melhor, e tem cara de carnaval de verdade, pois participei em Boa Vista também e foi muiiiiiiito melhor, muito mais estrutura."