AÇÃO IMEDIATA
Carros fumacê vão reforçar ação contra febre amarela em Rorainópolis
De acordo com o Governo, quatro veículos farão a pulverização em todo município, ajudando a combater o Aedes Aegypti
Por Folha Web
Em 05/03/2017 às 14:02
Carros Fumacê vão reforças as ações de combate a Febre Amarela em Rorainópolis (Foto: Divulgação/Secom GOV)

O Governo do Estado anunciou neste domingo, 05, que vai reforçar as ações preventivas contra a febre amarela no município de Rorainópolis, Sul do Estado, com o trabalho de pulverização de inseticida por meio de carros fumacê.

A medida ocorre um dia após a secretaria de saúde local ter anunciado o primeiro caso de mortalidade de primata pelo vírus no Estado. Segundo o Governo, durante toda a semana, a partir desta segunda-feira, 06, quatro carros vão realizar a pulverização em todo o município, combatendo o vetor do mosquito, o Aedes Aegypti.

"Antes mesmo da confirmação laboratorial, o Governo do Estado deu todo apoio ao município para as ações de bloqueio, por meio da Coordenação Estadual de Vigilância em Saúde. Nós fomos até o município, recolhemos o primata para as análises. Além disso, enviamos uma equipe do núcleo estadual de imunizações para auxiliar os municípios a realizar as ações de vacinação no entorno da área onde foi encontrado o primata", disse a coordenadora geral de Vigilância em Saúde, Daniela Souza.

Nos últimos dois anos, Rorainópolis tem sido prioritário para as ações de Vigilância em Saúde. Segundo Daniela, com a confirmação da doença em um macaco, as principais ações a serem feitas são reforçar a cobertura vacinal no município, principalmente nas crianças menores de um ano e o combate ao mosquito Aedes, pois a cidade possui um alto índice de infestação pelo vetor que, se picar um primata infectado, pode transmitir rapidamente o vírus da febre amarela.

"Estas ações são específicas dos municípios, mas o Estado está dando total apoio, além de monitorar as ações realizadas", explicou Daniela. Até janeiro, Rorainópolis possuía uma cobertura vacinal de 66,29% de crianças menores de um ano.

Com informações do Governo do Estado.

Aguia disse: Em 05/03/2017 às 22:43:57

"E aqui em Boa Vista, por que não existe mais os carros fumacê?"