ESTAÇÃO JUVENTUDE 2.0
Cinco municípios serão contemplados
Gostei (0) Não gostei (0)
Os municípios habilitados são Alto Alegre, Boa Vista, Caracaraí, Rorainópolis e São Luiz
Por Ana Gabriela Gomes
Em 24/03/2018 às 02:12
Jovens de 15 a 29 anos são o público alvo do programa Brasil Mais Jovem (Foto: Hione Nunes)

Em junho do ano passado, a Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) publicou o edital do Estação Juventude 2.0, programa que integra o Brasil Mais Jovem, um pacote de ações do Governo Federal voltado aos jovens de 15 a 29 anos. Em Roraima, cinco municípios assinaram o convênio e foram habilitados. São eles: Alto Alegre, Boa Vista, Caracaraí, Rorainópolis e São Luiz.

O programa tem por objetivo transformar a vida dos jovens brasileiros, desenvolvendo um caminho para o futuro por meio da educação, trabalho, saúde, lazer, vida familiar, sexualidade, sociabilidade, tecnologia, cultura, participação política e comunitária. Para tanto, serão criados espaços de convivência e inclusão, como parques, praças e centros culturais, a fim de acabar com a violência sofrida por jovens de áreas vulneráveis.

Na tarde de ontem, 23, a primeira unidade do Estação Juventude 2.0 foi inaugurada em Palmas (TO). No que diz respeito a Roraima, a SNJ informou que está realizando os últimos ajustes para que o Brasil Mais Jovem seja lançado o mais breve possível, apesar de ainda não haver uma data confirmada de implantação das unidades. Além do Estação Juventude, a ideia é lançar todas ações previstas no pacote Brasil Mais Jovem.

Uma vez que as datas de implantação sejam definidas, a responsabilidade de construir os espaços físicos para as estações será das prefeituras. Dessa forma, todo município contemplado vai receber recursos do convênio voltados à construção de espaços, compra de equipamentos e pequenas reformas. Os projetos contemplados vão receber repasses que variam de R$190 mil a R$300 mil.

Em Roraima, o secretário nacional de Juventude, Assis Filho, relatou que um dos objetivos específicos é promover a inclusão de jovens no mercado e amenizar os efeitos que a migração de venezuelanos pode causar junto à situação de pobreza, especialmente na Capital. Pelo fato de Roraima ser o único local que ainda não foi visitado pelo SNJ, está previsto para o mês que vem uma visita ao Estado.

INOVA JOVEM - De acordo com a SNJ, também deve ser implantado em Roraima o Programa Inova Jovem, criado com o objetivo de reduzir a vulnerabilidade juvenil em comunidades, a partir do Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência 2017.

PÚBLICO ALVO - O perfil dos beneficiários de todos os programas da Secretaria de Juventude é de jovens de 15 a 29 anos, com renda familiar de até dois salários mínimos. A faixa etária foi estabelecida pelo Estatuto da Juventude.

REQUISITOS - Entre os requisitos para que municípios e estados participassem do convênio para execução do Programa Estação Jovem 2.0, estava a apresentação de propostas de enfrentamento à violência contra a juventude negra. Além disso, foi o obrigatório que os estados e municípios tivessem órgãos de Juventude nas suas estruturas administrativas, bem como Conselhos de Juventude, tendo em vista que as respectivas existências integram a política de estímulo do Governo Federal ao processo de institucionalização da política municipal de Juventude. (A.G.G)

Jovens são público alvo do pacote de ações do Governo Federal

O Brasil Mais Jovem 2018 é um pacote com 12 novas iniciativas voltadas aos brasileiros de 15 a 29 anos, considerado uma continuação do Brasil Mais Jovem, lançado em agosto de 2017 pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ). O pacote reúne 91 programas, ações e iniciativas do Governo Federal que já estão em andamento e são destinadas aos 51 milhões de jovens brasileiros.

As novas atividades lançadas, e ampliadas, são o Diagnóstico sobre a Juventude LGBT, Diagnóstico sobre a Juventude Rural, Inova Jovem, a implantação de 27 Estações Juventude 2.0, o Plano Nacional de Startups e Empreendedorismo para Juventude, o Novo Plano Juventude Viva, a ampliação do Programa Forças no Esporte (Profesp), a proposta de atualização do Projeto de Lei 4530/04 do Plano Nacional de Juventude (PNJ), a Criação dos Conselhos em Rede, o Atlas da Juventude, o novo ID Jovem e a assinatura do decreto que cria o Sistema Nacional de Juventude (Sinajuve).

O conjunto de ações que visa o empoderamento e a emancipação de jovens é coordenado pela Secretaria Nacional da Juventude por meio do Comitê Interministerial da Política de Juventude (Coijuv), instituído pelo presidente Michel Temer no Decreto 9.025/2017. (A.G.G)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!