MENINO 23
Circuito Universitário de Cinema exibe filmes na UERR
A sessão irá ocorrer na Universidade Estadual de Roraima a partir das 19 horas. A exibição é gratuita
Por Raisa Carvalho
Em 16/03/2017 às 00:31

 

As investigações do historiador Sidney Aguilar sobre tijolos marcados com a suástica nazista encontrados no interior do Brasil revelam a história de meninos órfãos e negros, vítimas de um projeto criminoso de eugenia. Aluizio Silva é o personagem principal de ‘Menino 23’ documentário que será exibido nessa quinta-feira (16), pelo Circuito Universitário de Cinema 2017.

A Mostra tem como tema Intolerância e envolve discussões sobre racismo, machismo e LGBT fobia. A sessão irá ocorrer na Universidade Estadual de Roraima a partir das 19 horas. Em seguida, acontece uma mesa de debate com o Prof. Doutor André Fonseca, Coordenador do Curso de História da UERR; Galvani Lima, Historiador, Mestrando da UFRR, professor da rede pública estadual de ensino e Elania Cristina, advogada.

Segundo os organizadores, escolas e universidades de todo o Brasil foram selecionados para exibir filmes e promover debates entre acadêmicos, pesquisadores, diretores e produtores das obras, provocando a reflexão dos jovens estudantes sobre os assuntos abordados.

OUTRA SESSÃO - Além de Menino 23, o filme ‘Intolerância.doc’ será exibido na próxima terça-feira (21). Na edição de 2016, o Circuito passou por 43 municípios e 94 instituições de ensino, promovendo 190 sessões e reunindo mais de 14 mil espectadores.

O Circuito Universitário de Cinema é um projeto realizado pela MPC & Associados com patrocínio da Petrobras.

Menino 23
Menino 23 é um documentário brasileiro de Belisario Franca lançado em 2016. O título é uma homenagem a Aloisio Silva, que era chamado apenas por este número durante sua infância, na década de 1930, período que foi escravizado em uma fazenda no município de Campina do Monte Alegre por fazendeiros-empresários brasileiros da família Rocha Miranda, que eram simpatizantes do nazismo e participantes da cúpula da Ação Integralista Brasileira.

O documentário retrata a pesquisa do historiador Sydney Aguilar Filho. Em 1998, o professor de história dava aula sobre o nazismo, quando foi surpreendido por uma menina afirmando que na fazenda de sua família havia uma suástica nos tijolos da casa. Achando isso suspeito, Aguiar vai a fundo à história e descobre que nazistas brasileiros retiraram 50 meninos negros de um orfanato para serem escravizados.

Intolerância.doc
O filme mergulha no submundo dos chamados crimes de homofobia, das torcidas organizadas e brigas de gangues na cidade de São Paulo. Mostra a jornada da equipe da DECRADI, única delegacia especializada no assunto, em busca de pessoas que transformaram o discurso de ódio em assassinatos cruéis. Com a narrativa pontuada por revelações sobre as vítimas e uma imersão visual no underground de São Paulo, o filme revela a complexidade da natureza desses crimes, que estão se tornando cada vez mais comuns no Brasil.

Serviço
Sessão de cinema
Filme: Menino 23
Data: 16 de março (Quinta-feira)
Local: UERR
Hora: 19h00
Entrada Franca

As investigações do historiador Sidney Aguilar sobre tijolos marcados com a suástica nazista
Fotos Divulgação
A Mostra tem como tema Intolerância e envolve discussões sobre racismo, machismo e LGBT fobia.
Além de Menino 23, o filme ‘Intolerância.doc’ será exibido na próxima terça-feira (21).
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!