SAÚDE BUCAL
Cirurgião-dentista tira dúvidas sobre clareamento dental
Gostei (3) Não gostei (0)
Na dúvida do local onde irá fazer o procedimento, o paciente deve procurar saber se o profissional possui inscrição no Conselho Regional de Odontologia
Por Raisa Carvalho
Em 20/06/2018 às 07:00
Em busca de um sorriso harmônico, com dentes alinhados e brancos, muitas pessoas fazem o clareamento dental (Fotos: Divulgaçã

Em busca de um sorriso harmônico, com dentes alinhados e brancos, muitas pessoas fazem o clareamento dental, um procedimento que não é exclusivamente estético e requer muito critério.

A orientação de um cirurgião-dentista é imprescindível. Somente um profissional saberá orientar com segurança a concentração ideal do produto, a frequência, a maneira correta de aplicar o gel e o grau de branqueamento.

De acordo com o cirurgião-dentista Mauro Raposo, é necessário cuidado com o excesso de produtos nos dentes. Segundo ele, é preciso tomar cuidado com as ‘promessas de milagres’ na internet.

“Os pacientes devem buscar produtos e odontólogos de confiança. Produtos e tratamentos que prometem "milagres" podem ter resultados irreversíveis. Se você reparar as fotos utilizadas para antes e depois além de serem proibidas pelo código de ética odontológico, muitas vezes o "Antes" não corresponde a mesma boca da foto do "Depois", além de ter sido feito outros tipos de tratamento além do clareamento, as propagandas omitem informações e mostram apenas o que o paciente quer ver”, explica.

Segundo ele, o produto usado para clareamento no consultório possui uma concentração maior e requer cuidados especiais quanto ao isolamento de tecidos moles e áreas de dentina exposta além de toda orientação profissional. “Geralmente utilizo o clareamento caseiro para complementar o clareamento do consultório”, explica.

Alimentos com corantes tendem a pigmentar a face externa dos dentes e caso não haja a higienização pós-alimentação estes pigmentos podem se aderir e pigmentar os dentes. Para que se tenha o aspecto "Branco dos dentes" é necessário fazer a manutenção sempre que houver o escurecimento, o que depende de pessoa para pessoa, e esta manutenção pode ser realizada no consultório ou mesmo em casa com o clareamento caseiro. “A duração do resultado alcançado, depende único e exclusivamente de hábitos de Higiene bucal, não uso de tabaco e alimentação do paciente”, reforça o especialista.

Na dúvida do local onde irá fazer o procedimento, o paciente deve, primeiramente, procurar saber se o profissional escolhido possui inscrição no Conselho Regional de Odontologia. Depois se a clínica possui os alvarás exigidos pelos órgãos fiscalizadores.

“Qualquer odontólogo pode realizar o procedimento e os melhores resultados dependem de produtos, técnicas e experiência profissional sendo esta de suma importância para o controle da sensibilidade. É interessante sempre pedir ao profissional para ver fotos de casos clínicos a fim de ver se está dentro do esperado pelo paciente para não haver frustrações futuras. Além de registrar a foto do antes e depois para ver a evolução do tratamento”, explica Mauro.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!