NO CENTRO
Colisão entre carro e motocicleta deixa dois mortos e três feridos
O motorista do veículo, que supostamente avançou o sinal vermelho, saiu do local do acidente antes de receber atendimento médico
Por João Barros
Em 09/09/2017 às 00:49
Com o impacto da colisão, a motocicleta ficou destruída (Foto:Divulgação)

Na madrugada desta sexta-feira, dia 8, uma colisão envolvendo um veículo modelo Chevrolet/Ônix, de cor preta, e uma motocicleta Kasinski Comet 650 cilindradas matou duas pessoas e deixou quatro feridas. O acidente aconteceu no cruzamento das avenidas Terêncio Lima e Ene Garcez, nas proximidades da Praça das Águas, Centro de Boa Vista. As vítimas foram identificadas como Romário de Souza Silva, 23 anos, e Renato Bezerra de Oliveira, 22 anos.

De acordo com a Polícia Militar, o motorista do Ônix, ocupado por três passageiros, teria avançado o sinal vermelho no exato momento em que o motociclista atravessava o cruzamento. Supostamente ambos os veículos estavam em alta velocidade. O fato ocorreu por volta das 3 horas da manhã.

A batida foi tão forte que a moto ficou completamente destruída, com várias partes espalhadas pelo asfalto. Já o automóvel ficou totalmente amassado e as portas travadas, devido ao forte impacto. Os veículos foram parar a cerca de 10 metros de distância do ponto em que se chocaram.

Quem passava pelo local prestou auxílio às vítimas e acionou tanto a PM quanto os serviços de primeiros socorros e o Corpo de Bombeiros. Romário, que conduzia a moto, morreu antes da chegada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Renato chegou a ser removido até o Pronto Socorro Francisco Elesbão, no Hospital Geral de Roraima (HGR), mas não resistiu aos ferimentos.

A namorada de Romário, que estava na garupa da motocicleta que ele conduzia, teve fratura nos dois braços e no fêmur, além de estar em estado grave e por isso também foi levada às pressas para a Unidade de Saúde, onde continua internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

As vítimas que estavam no carro só foram retiradas do interior do veículo depois que os homens do Corpo de Bombeiros chegaram ao local do acidente e utilizaram ferramentas apropriadas para serrar as ferragens.

O condutor do automóvel chegou a sair de dentro do veículo e se afastar do ponto da colisão, mas passou mal e também teve que ser levado ao Hospital. Antes das 4 horas todos os envolvidos na tragédia já estavam sendo atendidos pelos médicos do HGR.

Conforme a família de uma das vítimas, o condutor do automóvel é filho de uma autoridade de Boa Vista e por isso os parentes temem pela impunidade.

A perícia realizou os procedimentos técnicos e em seguida liberou a área para que o IML (Instituto de Medicina Legal) fizesse a remoção do corpo do motociclista. Os veículos foram retirados da pista e levados para um local apropriado. O trânsito foi liberado nas primeiras horas da manhã de ontem.

CAUSA – Muitos familiares das vítimas estiveram na sede do IML para fazer a liberação dos corpos para funeral e sepultamento. Até as 10h30 de ontem, os exames cadavéricos tinham sido concluídos e os corpos entregues às famílias.

O piloto da moto de alta cilindrada, Romário, morreu em consequência de um trauma torácico e do politraumatismo sofrido com a colisão. O passageiro do carro, Renato, sofreu um choque hipovolêmico [hemorragia interna] e lesão por conta da forte batida.

Como as partes envolvidas no acidente não puderam acompanhar a Polícia Militar até a Delegacia, para prestar esclarecimentos, o Relatório de Ocorrência Policial (ROP) foi entregue no 1o Distrito Policial para que o delegado tivesse conhecimento dos fatos. O caso será encaminhado à Delegacia de Acidentes de Trânsito (DAT) que será responsável pela investigação que vai apurar as causas do acidente e o responsável. Imagens das câmeras instaladas no cruzamento devem servir como prova no inquérito policial. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!