REDUÇÃO NO MOVIMENTO
Comerciantes reclamam queda nas vendas
Por Folha Web
Em 12/02/2018 às 01:55
O local serve de abrigo a venezuelanos que chegam a Boa Vista e não têm para aonde ir (Foto: Nilzete Franco)

Comerciantes da Praça Capitão Clóvis, no centro de Boa Vista, reclamam contra a redução no movimento, após a chegada de imigrantes. Alegam que o mau cheiro seja um dos motivos para afastar a clientela. 

Os denunciantes dizem que imigrantes fazem suas necessidades fisiológicas ao ar livre, próximo aos comércios. Além disso, importunam fregueses pedindo ajuda, deixando-os preocupados com a possibilidade de roubos e assaltos.

Conforme José Lima, à noite, o comércio dele virou dormitório de imigrantes. Eles faziam necessidades fisiológicas nas proximidades, deixando mau cheiro. Para evitar o problema teve que ceder o banheiro do comércio para eles.

O comerciante contou que estes fatos afastaram boa parte da clientela, reduzindo consideravelmente o volume de vendas e consequente queda nos lucros.

“Olha é difícil à noite. Meu restaurante virou hotel. Como essas pessoas faziam suas necessidades aqui perto, o mau cheiro incomoda. Cedi o banheiro para eles, mas isso não resolveu o problema. Certo é que meu faturamento continua caindo. Os clientes se afastaram. As pessoas têm medo. Eles pedem muito”, afirmou.

A gerente de outro comércio, disse não suportar mais trabalhar no local. Conta que os imigrantes fazem de lixeira o local onde funciona o lanche que ela trabalha. Ao pedirem ajuda com abordagens agressivas, os clientes deixaram de frequentar a lanchonete.

“Já estamos estressados com essa situação. Nosso lucro acabou! Eles já nos roubaram e os clientes já não se aproximam mais porque eles aperreiam pedindo ajuda”, desabafou indignada.

PREFEITURA – A equipe da Folha entrou em contato com a Prefeitura de Boa Vista para saber se alguma providência será tomada, mas não obteve resposta até o fechamento da matéria. (E.S)

Castro disse: Em 12/02/2018 às 09:45:07

"Governos inresponsaveis deixem de serem covardes deporte essa gente Venezuelana o mais rápido possível desse jeito não tem como nós roraimense sobreviver quem tem que ser responsabilizado é o presidente maduro e não os roraimense brasileiros que clama por dias melhores parem com essa história de acolhimento mude os tratados internacionais tenham coragem ONGs vá a Venezuela intimida o presidente maduro a cuidar dá sua gente com responsabilidade ou será que até vocês ONGs são um bando de frouxos"

Rildo Lopes disse: Em 12/02/2018 às 09:11:01

"A providência é retirar, mas quando é feito... Ocorrem críticas"