SAÚDE OCULAR
Conheça algumas dicas para se prevenir de uma irritação
Gostei (0) Não gostei (0)
Para o médico, 'Cuidar bem dos olhos deveria ser uma rotina na vida das pessoas'
Por Raisa Carvalho
Em 26/03/2018 às 00:18
Oftalmologista lista algumas dicas para evitar irritações nos olhos (Foto: Divulgação)

Cuidar bem dos olhos deveria ser uma rotina na vida das pessoas. Começa por sempre lavar bem as mãos antes de tocar ou coçar os olhos, manter sempre óculos e lentes de contato devidamente higienizados, jamais dormir com as lentes de contato, evitar exposição ao sol sem proteção de óculos escuros, evitar mergulhar em águas não tratadas ou muito povoadas. Essas são apenas alguns dos cuidados indicados pelo oftalmologista Amarildo Rodrigues Melo.

Quem passa muitas horas diante do computador, smartphone ou dos livros costuma enfrentar períodos de irritação e ressecamento ocular. Lágrimas artificiais podem ajudar a controlar o problema, mas apenas temporariamente.

Uma das dicas mais simples, ainda assim mais importante, é se condicionar a piscar. Cada pessoa pisca cerca de 14 a 18 vezes por minuto. O piscar promove uma limpeza de toda sujeira e oleosidade depositada na superfície dos olhos e os mantém hidratados.

O problema é que, diante de um computador, de um livro, da TV ou de algum outro acessório tecnológico, as pessoas acabam piscando muito menos. "Sem piscar, aos poucos passam a sofrer com o ressecamento dos olhos e a irritação desencadeada pelo acúmulo de sujeira", explica o médico.

Evite vento no rosto e o excesso de exposição ao sol, já que o vento resseca a superfície dos olhos mais do que o normal. Até mesmo o vento do secador de cabelo não é saudável para os olhos, porque compromete toda a sua lubrificação.

"Além de limpar e manter os olhos lubrificados, as lágrimas têm também anticorpos e proteínas de defesa que são muito importantes no combate a bactérias oportunistas. Sendo assim, quem vai sair num dia de muito vento deve, no mínimo, estar bem protegido com óculos de sol”.

Alimentação e hidratação também são fundamentais para manter a saúde dos olhos em dia. “As lágrimas têm óleos análogos ao ômega-3 e ao ômega-6, que são ácidos graxos. Se a pessoa tem tendência ao ressecamento dos olhos, terá também uma deficiência dessas substâncias que precisa ser compensada. O ideal, neste caso, é mudar o hábito alimentar, incluindo mais peixes e nozes (castanha-do-pará, castanha-de-caju, amêndoas, amendoim etc.) à alimentação diária. Em caso de intolerância, uma alternativa é recorrer aos suplementos – sempre com recomendação do oftalmologista”, finaliza.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!