SAÚDE
Conheça dicas para baixar a pressão alta sem remédio
Dieta equilibrada, prática de exercícios físicos e moderação do sal são algumas das dicas que auxiliam a redução da pressão
Por Folha Web
Em 15/05/2018 às 07:00
Manter o peso em dia é uma dica para uma vida saudável (Fotos: Divulgação)

O controle da pressão arterial sem remédio é possível, com hábitos como praticar atividades físicas cinco vezes por semana, emagrecer e diminuir o sal da alimentação.

Essas atitudes são essenciais para evitar que uma pré-hipertensão se torne a pressão alta, e também pode ser orientada pelo médico como tentativa de controle da pressão, antes de iniciar o tratamento com remédios, por 3 a 6 meses, se a pressão for abaixo de 160x100mmHg.

Caso já se tenha iniciado o uso de remédios, eles não podem ser interrompidos, entretanto, essas mudanças dos hábitos de vida também são muito importantes para que o tratamento consiga controlar a pressão de forma correta, permitindo, até, a redução das doses dos medicamentos.

As principais atitudes que comprovadamente ajudam a controlar a pressão naturalmente são:

Perder peso

Emagrecer e controlar o peso é muito importante, pois existe relação direta entre o peso e a pressão, que costuma aumentar nas pessoas acima do peso.

Além de diminuir a gordura total do corpo, também é muito importante a redução do tamanho da circunferência do abdômen, pois a gordura abdominal representa um grande risco para doenças cardiovasculares, como infarto.

Para garantir um peso controlado, é necessário estar com um peso que corresponda ao índice de massa corporal entre 18,5 e 24,9mg/kg2, o que significa que a pessoa tem a quantidade ideal de peso para a sua altura. Entenda melhor o que é este cálculo e saiba se está acima do peso e o que é e como calcular o IMC.

Já a circunferência abdominal, medida com uma fita métrica na região da altura do umbigo, deve estar abaixo de 88 cm na mulher e 102 cm no homem, para indicar uma gordura abdominal na quantidade segura para a saúde.

Fazer dieta

A dieta estilo DASH propõe uma alimentação rica em frutas, verduras, cereais integrais e derivados do leite, como iogurte natural e queijos brancos, e pobre em gordura, açúcares e carne vermelha, o que comprovadamente contribui para o emagrecimento e controle da pressão arterial.

Também é importante evitar o consumo de alimentos enlatados, em conserva ou congelados prontos para o consumo, pois contêm excesso de sódio e conservantes que levam ao aumento da pressão, devendo ser evitados.

Além disso, é importante beber 1,5 a 2 litros de água por dia, para manter o corpo hidratado, equilibrado e permitir o funcionamento adequado dos órgãos.

Consumir menos de 6 g de sal por dia

É muito importante controlar o consumo de sal para que seja ingerido menos de 6 g de sal por dia, o que correspondente a 1 colher de chá rasa, e equivale a 2 g de sódio.

Para isso, é necessário observar e calcular na embalagem dos alimentos a quantidade de sal presente, além de evitar usar o sal para temperar a comida, devendo-se preferir o uso de especiarias, como cominho, alho, cebola, salsinha, pimenta, orégano, manjericão ou folhas de louro, por exemplo.
A mudança dos hábitos alimentares pode reduzir até 10 mmHg da pressão arterial, sendo uma ótima aliada para evitar doses mais altas dos remédios.

Ingerir mais alimentos com potássio e magnésio

A reposição destes minerais, de preferência através da alimentação, apesar de não se ter comprovação absoluta, parece estar associada a um melhor controle da pressão, pois são importantes para o metabolismo, principalmente do sistema nervoso, vasos sanguíneos e músculos do coração.

A recomendação de magnésio diária é de até 400mg no homem e 300mg na mulher e a recomendação do potássio é de cerca de 4,7 gramas por dia, o que é obtido, normalmente, através da alimentação rica em vegetais e sementes.

Fonte: Tua Saúde

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!