SAÚDE
Conheça hábitos que evitam enjoos na gravidez
Comer de três em três horas e praticar exercícios pode evitar náuseas
Por Raisa Carvalho
Em 10/01/2017 às 00:01
Cultivar o hábito de comer de três em três horas (Fotos Divulgação)

O período gestacional é um momento de muita expectativa, mas nem sempre tão glamoroso quanto o esperado. Mal-estar, indisposição e cansaço são apenas alguns dos sintomas típicos dessa fase. Além desses, outro bastante comum é a náusea, que geralmente ocorre entre a quinta e a 18ª semana da gravidez, explica a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama, membro da Sociedade Paulista de Ginecologia Obstetrícia. "Quase todas as mulheres sentem enjoo durante a gestação, mas a gravidade do sintoma varia de uma para outra", afirma.

As causas também são variadas e vão desde fatores psicológicos, passando por alterações hormonais até a motilidade gástrica anormal, quando o estômago não trabalha de maneira adequada, retardando seu esvaziamento. Confira abaixo os principais hábitos que podem evitar enjoos durante a gestação!

Coma de três em três horas

Cultivar o hábito de comer de três em três horas não é apenas saudável pelo fato de acostumar o organismo a receber alimentos em horários pré-estabelecidos, mas também evita exageros nas principais refeições.

Assim, quanto menos comida precisamos digerir, mais rápido é o processo de esvaziamento do estômago, explica o ginecologista obstetra Domingos Mantelli, especialista em Medicina Legal e Perícias Médicas. "Quando a comida fica retida por muito tempo no estômago é maior a chance de a gestante ter refluxo, gastrite e náusea", complementa.

Faça repousos

"Levando em conta fatores psicológicos que podem desencadear enjoos, como estresse e ansiedade, a melhor maneira de evitar o problema é fazendo repousos periódicos", aponta Bárbara Murayama. Além disso, quando estamos em repouso, nosso corpo consegue direcionar o fluxo sanguíneo para funções específicas do corpo, como a digestão, acelerando o processo.

Pratique exercícios

Atividades leves, como a caminhada, favorecem a digestão, proporcionam a sensação de bem-estar e aliviam o estresse emocional. "Quando fazemos uma atividade prazerosa, nosso corpo libera endorfinas, substâncias que melhoram nossa disposição física e mental e até aliviam dores", afirma Domingos.

Seja a motorista

A recomendação de dirigir ao invés de ser o passageiro em passeios de carro é dada não apenas a gestantes, mas a todas as pessoas que costumam sentir enjoo quando estão em movimento. Afinal, quem controla o veículo não é pego de surpresa em curvas, desvios e brecadas, o que poderia causar mal-estar. Entretanto, como alerta a ginecologista Bárbara Murayama, o estado geral de saúde da gestante deve ser avaliado. Se a gravidez for caracterizada por desmaios frequentes, por exemplo, ela deve ser impedida de dirigir, pois pode causar acidentes.

Evite movimentos bruscos

Quando estamos em repouso, deitados ou sentados, nosso sangue alcança uma distribuição uniforme pelo corpo. Por isso, quando realizamos movimentos bruscos, como levantar rapidamente, há uma queda repentina da pressão arterial, o que pode causar mal-estar, enjoo e até desmaio. "Tais reações são mecanismos de defesa do corpo, pois nos impedem de prosseguir uma atividade até que o fluxo sanguíneo seja restabelecido", esclarece Domingos.

Evite líquidos durante as refeições

"A dieta para quem quer evitar enjoos e vômitos deve ser seca e fracionada", aponta Bárbara. Assim, ela recomenda que molhos, caldos e condimentos sejam evitados nesta fase. Além disso, levando em conta a teoria de que o estômago da gestante leva mais tempo para esvaziar, ao ingerirmos líquido durante as refeições, criamos um bolo alimentar ainda maior, dificultando a digestão.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!