DEPENDÊNCIA QUÍMICA
Decreto torna associação de apoio como entidade de utilidade pública
A aprovação ocorreu na manhã desta terça-feira, em sessão da Assembleia Legislativa
Por Folha Web
Em 09/08/2016 às 18:00
Criada em 2007, a Associação ATA é uma das mais atuantes no apoio a dependentes químicos (Foto: Divulgação)

Em votação unanime, deputados da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) aprovaram nesta terça-feira, 09, o Decreto Legislativo nº 031/2015, que torna a Associação de Apoio a Toxicômanos e Alcoolistas (ATA) entidade de utilidade pública no Estado.

Com sede no bairro São Francisco, na zona Norte da capital, a associação foi criada em 2007. Atualmente, tem capacidade para acolher 25 pessoas, oferecendo serviços de atendimentos psicológico, psiquiátrico, terapêutico comportamental e em dependência química.

“Ela vem desenvolvendo um trabalho que ajuda a sociedade de Roraima, principalmente àquelas que têm na família uma pessoa envolvida com álcool e com drogas”, comentou o autor do decreto, deputado estadual Mecias de Jesus (PRB).

O presidente da associação, Alípio Freire, ressaltou que o recolhimento da Assembleia é mais um passo para que a entidade tenha ainda mais força para poder ajudar mais pessoas no Estado.

“A utilidade pública faz com que a gente alcance as parcerias e investimentos financeiros”, frisou, comentando que a entidade atende usuários de drogas, alcoólatras e os familiares. Segundo ele, atualmente a associação passa por dificuldade financeira.

Com informações da Superintendência de Comunicação da Assembleia Legislativa de Roraima (Supcom ALE-RR)

Comentários
C Pereira disse: Em 10/08/2016 às 09:45:49

"Essa Instituição nunca ajudou ninguém. Eles cobram 15.000,00 para internar uma pessoa e não é em Boa Vista, é em São Paulo. As unicas instituições beneficientes que existem no Estado de Roraima , e que REALMENTE ajudam os dependentes e suas familias São a Casa do Pai e o Alto Refúgio. Essas sim precisam de apoio e ajuda financeira dos Governos, porque verdadeiramente são sérias, atuantes e a internação é aqui em Roraima. É para essas instituições que vocês teem que olhar Senhores Deputados. O Povo está vendo e a população que precisa de ajuda passa de 1000 dependentes buscando ajuda. Estamos de olho."