AMAZÔNIA LEGAL
Desmatamento caiu 12% entre 2017 e 2016
Gostei (0) Não gostei (0)
Os dados gerados são usados pelo Governo para criar políticas públicas de controle do desmatamento da região
Por Folha Web
Em 30/06/2018 às 09:07
Em relação a 2004, a redução da área desflorestada chega a 75%,(Foto: Divulgação GF) 

O desmatamento na Amazônia Legal apresentou redução de 12% entre 2017 e 2016, informaram o Ministério do Meio Ambiente e o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações nesta sexta-feira (11).

De acordo com o levantamento feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a taxa consolidada do desmatamento chegou a 6.947 km² entre agosto de 2016 e julho de 2017, frente aos 7.893 km² medidos em 2015 e 2016. Os resultados estão disponíveis no portal do Inpe.

Em relação a 2004, quando foi lançado o Plano de Ação para Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia Legal, a redução da área desflorestada chega a 75%. 

Como esses dados são coletados?
Imagens do satélite CBERsO mapeamento do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), do Inpe, cruza imagens captadas pelos satélites Landsat, CBERS (foto) e ResourceSat, para cartografar e quantificar as áreas desmatadas maiores que 6,25 hectares. É considerada área desmatada aquela em que houve a remoção completa da cobertura florestal primária por corte raso, independentemente da futura utilização destas áreas.

É por meio do Prodes que o Inpe realiza o mapeamento sistemático na Amazônia Legal e produz, desde 1988, as taxas anuais de desmatamento na região. Os dados gerados são usados pelo Governo do Brasil para criar e consolidar políticas públicas de controle do desmatamento da região.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!