SAÚDE
Dietas da moda aumentam risco de transtornos alimentares, mostra estudo
Gostei (0) Não gostei (0)
Pesquisadores brasileiros revelam que esses programas de restrição calórica são mais perigosos do que se imaginava e mexem até com nosso bem-estar mental
Por Folha Web
Em 26/06/2018 às 07:08
O melhor jeito de emagrecer é apostar no binômio alimentação e exercícios (Fotos: Divulgação)

O ciclo parece não ter fim: entra mês, sai mês, alguma dieta aparece como a nova “descoberta” para perder peso de forma milagrosa e com pouco esforço. Esses planos mirabolantes dominam as redes sociais e fazem a cabeça das celebridades, que muitas vezes viram suas grandes embaixadoras.

Mas será que aderir a uma restrição alimentar tão radical não poderia trazer problemas? Essa dúvida motivou alguns experts da Universidade Federal de Pernambuco a revisarem tudo o que a ciência sabe sobre o assunto até o momento. Eles levantaram mais de 3 500 trabalhos que envolviam regimes bastante populares, como a cetogênica, a lowcarb e a detox. Desse total, oito artigos foram selecionados para uma análise mais profunda. 

As conclusões do estudo, divulgado na sexta (22) no Congresso Cérebro, Comportamento e Emoções, que acontece na cidade gaúcha de Gramado, são claras: cortar o consumo de calorias de uma forma brusca e não sustentada pode, sim, agravar quadros como a bulimia e até levar a uma compulsão alimentar no curto prazo.

Outros fatores que influenciam no surgimento desses transtornos alimentares são a insatisfação com a imagem do corpo e o isolamento social. Para completar, as dietas da moda não possuem pesquisas que demonstrem sua eficácia e sua segurança para a população geral.

Então, o que devo fazer?

A recomendação parece batida, mas o melhor jeito de emagrecer é apostar no binômio alimentação saudável e prática regular de exercícios. Para isso, é importante buscar a ajuda de profissionais da saúde. O médico, o nutricionista e o professor de educação física podem avaliar o seu caso e indicar o melhor plano para perder aqueles quilos extras. Desconfie sempre dessas dietas que prometem mundos e fundos: elas podem até funcionar por um tempinho, mas, no longo prazo, são ciladas das boas. 

Fonte: Por André Biernat/ Saúde Abril

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!