PACARAIMA
Dois são presos pela PRF em Pacaraima
Agentes da PRF foram avisados pela Receita Federal sobre um veículo venezuelano com  tanque adulterado e encontraram muito mais.
Por João Barros
Em 12/07/2018 às 00:45
Um revólver, uma falsa identidade e combustível foram apreendidos pelos agentes da PRF (Foto: Divulgação/PRF)

Duas pessoas foram presas na noite da terça terça-feira, dia 10, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Município de Pacaraima, região Norte do Estado, fronteira entre Brasil e Venezuela. Uma mulher de dupla nacionalidade foi presa por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e um homem brasileiro por uso de identidade falsa e contrabando de combustível.

Segundo os policiais, o flagrante aconteceu após receberem denúncia da Receita Federal de que um veículo venezuelano estaria com o seu tanque de combustível adulterado. Assim que chegaram ao local, os agentes realizaram a vistoria no automóvel, constataram a irregularidade por meio da existência de um tanque suplementar em sua estrutura.

Os documentos do condutor e da passageira foram solicitados, no entanto, o condutor afirmou ser venezuelano e apresentou apenas uma habilitação para dirigir, estrangeira, vencida em 2014. A passageira afirmou ter nacionalidade brasileira e venezuelana, mas apresentou apenas a identidade estrangeira.

Os envolvidos ainda convidaram os policiais a irem até a residência deles, em Pacaraima, para poderem pegar seus documentos de identificação. Antes de seguirem até o local, os agentes suspeitaram de atitudes da passageira e solicitaram uma busca em sua bolsa. Durante a verificação, foi encontrado um revólver Taurus calibre 38, com cinco munições, sendo uma delas deflagrada. A mulher não possuía porte nem registro do armamento, sendo efetivada sua prisão.

Os agentes seguiram até a residência dos suspeitos onde foram localizados os seus documentos nacionais. Foi verificado que o condutor apresentou documento falso e também recebeu voz de prisão. Em nova busca pela residência, foram encontrados diversos recipientes – caixa d’água, baldes e “carotes” – onde eram armazenados combustíveis contrabandeados da Venezuela. Uma quantidade significativa de dinheiro em real e bolívar também foi apreendida.

Diante das provas do crime, os envolvidos foram encaminhados à Polícia Federal, em Pacaraima, pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, uso de documento falso e contrabando de combustível. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!