ELEIÇÕES 2016
Em Iracema, candidato acredita que será declarado prefeito eleito
Por Folha Web
Em 04/10/2016 às 01:07
Jairo André Ribeiro Sousa obteve mais votos do que o candidato declarado eleito (Foto Thirza Perim)

Jairo André Ribeiro Sousa (PMDB), o político que por duas vezes consecutivas chefiou a Câmara Municipal de Iracema, obteve 2.247 votos na sua cidade, uma diferença de 302 votos a mais que seu rival, o delegado Francisco Araújo, que teve 1.945 e foi declarado eleito. O problema é que a votação de Jairo está sub judice e quem será diplomado será Francisco, caso seu recurso não seja aceito.

Isso ocorreu porque Jairo teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e só pôde concorrer mediante um recurso especial junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Sua candidatura foi indeferida sob acusação de ter praticado irregularidades em processo licitatório junto à Prefeitura Municipal de Caracaraí, enquanto exercia o cargo de presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL) e pregoeiro.

Com a decisão, Jairo teve os votos computados, mas não foram considerados na totalização. “Hoje eu estou afirmando que sou o prefeito eleito e estou com recurso que será encaminhado para o TSE. Temos várias jurisprudências favoráveis em casos semelhantes ao nosso na Corte eleitoral. Temos a certeza da vitória. Infelizmente, aqui, no TRE, houve esse entendimento não apenas comigo, onde se tiver um mínimo problema já é condenado”, afirmou.

Ele disse que tem grandes esperanças de que o TSE vote sua causa antes da diplomação. “Nossa esperança é no TSE pelas jurisprudências. Vamos pedir uma liminar de tutela antecipada para mudar o que consta no site, a situação dos zeros votos. Queremos esclarecer aos eleitores que estamos com recurso em andamento”, destacou.

Jairo afirmou que tem certeza que haverá mudança no quadro eleitoral de Iracema “Eu fui eleito pela decisão principal, que é a vontade do povo, e isso pesa muito no TSE. Tenho 302 votos a mais que o outro candidato. Sou o prefeito eleito pelo voto popular”, insistiu.

Comentários
MARCIO MARCELO MUNIZ disse: Em 10/01/2017 às 10:55:12

"Eu sou testemunha! o Prefeito de Caracarai mandou fazer serviços em ônibus escolar sem licitação ou qualquer empenho, quando terminou e entregou o veículo que fiquei sabendo que se tratava de placa branca e veículo publico. O prefeito na época ficou não pagou tive que entrar na briga e fui até Caracarai, onde na ocasião o prefeito me levou até esse Jairo, que era presidente da CPL, onde até filmei, o Prefeito nervoso, pois conheço de todas as etapas de uma licitação, pois por coencidencia, eu também trabalhava com isso (TR e PB), uma vez que tenho até cursos de pregoeiro e outros, conversei com Jairo e ele viu logo que não estava falando com leigo, ameacei ir nos órgão de controle, pois tudo estava errado naquele procedimento, e assim meu padrasto foi pago."

Luiz Junior disse: Em 04/10/2016 às 12:46:12

"Quando você é aprovado para um concurso público e perde o prazo para entregar documentos ou não apresenta estes documentos você é automaticamente desclassificado. Por que na política também não é assim ??"

jose maria lira da costa disse: Em 04/10/2016 às 06:55:41

"Eu vejo que para se acreditar na justiça tem que valer o que foi feito, do contrário,a justiça fica desacreditada e pode virar uma brincadeira, ele não deveria nem concorrer as eleições, tem que pagar pelo seu erro e ficar inelegível. "