EMPREENDEDORISMO
Empresário investe em cervejas artesanais em Roraima; Veja vídeo 360
Por Pedro Barbosa
Em 27/04/2018 às 15:22
O empresário José Haroldo demorou três anos para abrir empreendimento inédito no estado. (Foto: Néia Dutra)

Apesar de ainda não ser uma cultura consolidada, a produção e apreciação de cervejas artesanais em Roraima é algo que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado, nos últimos anos, com a chegada de franquias e bares que oferecem produtos do tipo em Boa Vista.

Essa movimentação no mercado roraimense mostra que o investimento em cervejas artesanais no estado pode ser um negócio rentável. Pelo menos é nisso que acredita o fundador e dono da Cervejaria Boa Vista, a primeira empresa especializada em cervejas e chopps artesanais de Roraima, José Haroldo Campos.

A cervejaria, inaugurada no fim de 2014 com capital do próprio José, já começa a gerar lucro e ganhar espaço. Hoje a marca é distribuída por meio do chopp para sete bares de Boa Vista e uma linha de cervejas engarrafadas sendo distribuídas na rede de supermercados Gavião e na franquia Mestre Cervejeiro.

“Eu me mudei para Roraima em 2011, e na época não existia a cultura da apreciação de cervejas artesanais por aqui. Então, eu vi nisso uma oportunidade de negócio. Do momento que tive a ideia até o dia que tudo começou, passaram-se três anos. Precisei movimentar capital, ter planejamento, e passar por toda uma burocracia ambiental, registro na Receita Federal, entre outros processos”, relembra.

Atualmente, a empresa conta com 15 funcionários, um quiosque no shopping Pátio Roraima e outro que será aberto no Roraima Garden Shopping, no dia 5 de maio. “Nós também planejamos abrir uma tap house, que é uma casa onde diversos tipos de chopps são oferecidos, no final de julho ou início de agosto”, ressaltou.

José conta que, apesar de a empresa começar a crescer, ainda é um desafio mostrar para o público roraimense as vantagens do consumo do produto em comparação com outros mais baratos.

“Como nós somos a primeira empresa do tipo no estado, estamos desvendando o mercado e tentando mudar a mentalidade de todo um público que ainda não está inserido no conceito de ‘beba menos mas beba melhor’”, relatou.

Para quem sonha em empreender no ramo, José aconselha que é necessário ter paciência, pois o retorno do investimento é demorado. “O retorno é de longo prazo. Pelo menos 15 ou 20 anos. É importante ter referências e conhecer o tipo de produto que você está oferecendo. Cervejaria artesanal é 99% suor e 1% de glamour”, finalizou.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!