SUL DO ESTADO
Enchente em igarapé desaloja vários moradores na cidade de Rorainópolis
Por Folha Web
Em 28/09/2017 às 01:19
Chuva que caiu na noite de terça-feira alagou residências próximas ao igarapé (Foto: Divulgação)

Moradores dos bairros Novo Horizonte e Novo Brasil, além de parte do Centro, nas proximidades do Igarapé Chico Reis, na sede do Município de Rorainópolis, sul do Estado, tiveram que deixar suas casas e buscar abrigos devido a uma enchente causada pela chuva que atingiu a região na tarde e noite de terça-feira, 26. 

Apesar do nível da água ter baixado, os moradores relataram falta de água e perdas de móveis e eletrodoméstico. O morador da Rua Daniela Perez, bairro Novo Brasil, Carlos Kinard, disse que, ao chegar em casa após o início da chuva, ele e sua esposa tiveram que dormir na casa do cunhado. A enchente custou um prejuízo de mais de R$ 10.000 em móveis e equipamentos que não puderam ser retirados.

“Eu moro próximo ao igarapé há sete anos. Já houve outras enchentes que invadiram minha casa antes. Porém, essa é a primeira vez que vejo um caso tão sério a ponto da minha geladeira literalmente boiar em casa. Agora eu estou dividindo um apartamento com minha esposa”, disse.

Ele apontou a existência de uma construção incompleta de uma galeria no igarapé, realizada pela prefeitura de Rorainópolis, que seria para ajudar no escoamento de água em caso de enchentes como esta. “Se essa construção estivesse pronta, talvez o problema da enchente não teria sido tão grave”, lamentou.

PREFEITURA – Segundo o prefeito de Rorainópolis, Leandro Pereira, a obra de construção da galeria próxima ao igarapé ficou paralisada devido a irregularidades apontadas na prestação de contas da construção, que vêm se estendendo há mais de oito anos. Segundo ele, o convênio com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e empreiteiras ainda está sendo negociado, além do orçamento.

Ele afirmou que algumas das moradias ficam próximas ao igarapé, o que torna o alagamento inevitável, independente de ter uma galeria para auxiliar no escoamento de água. “Por isso, estamos querendo negociar com as famílias que vivem nesta localidade um possível remanejamento, para que essas pessoas saiam dessa zona de risco”, ressaltou.

CAERR – A Companhia de Águas e Esgotos de Roraima (Caerr) informou que, durante o temporal de terça-feira, houve interrupção no fornecimento de energia elétrica no município, fazendo com que faltasse água. No entanto, ressaltou que o sistema voltou a operar nesta quarta-feira, às 12 horas. (P.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!