GENGIVITE
Entenda como surge o problema e quais são os principais sintomas
Gostei (2189) Não gostei (6)
A progressão da gengivite acontece pela falta de higiene bucal e tratamento odontológico
Por Raisa Carvalho
Em 26/01/2018 às 00:25
As ortodontistas Tayna Cruz e Agatha Carvalho explicam o que é a gengivite (Fotos Divulgação)

A gengivite é um processo de inflamação que ocorre nas gengivas, quando o tecido epitelial está vermelho escuro, brilhantes, moles e inchados são alguns dos sintomas mais comuns. De acordo com as ortodontistas Tayna Cruz e Agatha Carvalho existem métodos que podem evitar a inflamação.

“A gengivite surge a partir da formação do biofilme, que é uma massa composta por bactérias colonizadoras da cavidade oral e placa bacteriana o que gera uma resposta inflamatória. A inflamação leva ao sangramento gengival, a dor, edema, gengiva avermelhada e mau hálito. Podendo evoluir para uma periodontite e doença periodontal se não tratada”, explica Tayna.

Geralmente, a progressão da gengivite acontece pela falta de higiene bucal e tratamento odontológico. A suspensão da escovação por um período de dez a vinte dias já é suficiente para causar uma gengivite crônica.

“Qualquer pessoa que não esteja realizando um bom controle de higiene e saúde bucal (escovação, uso do fio dental e higienização da língua) pode desenvolver esse tipo de inflamação. Porém o fumo, bruxismo, deficiências nutricionais e medicamentos, por exemplo, podem potencializar os efeitos da gengivite”, explica Agatha.

Pacientes com algum tipo de comprometimento imunológico têm maior propensão ao desenvolvimento da doença. Entre os pacientes mais acometidos estão: gestantes, pacientes cardiovasculares, pacientes renais, com HIV e com diabetes.

“A gengivite é considerada uma doença séria. Apesar de ter uma resolução relativamente simples e rápida. Se não tratada a sua evolução pode causar uma periodontite e até uma doença periodontal”, relata Tayna.

Tratamento

O tratamento da gengivite consiste na remoção do biofilme dental e placa bacteriana. Essa remoção pode ser realizada em uma simples consulta com o cirurgião-dentista, através da profilaxia dentária (Limpeza odontológica), porém o que é mais indicado é a prevenção.

“A prevenção é bem simples. Uma boa escovação pelo menos três vezes ao dia, o uso do fio dental e uma consulta regular com o cirurgião dentista a cada seis meses são suficientes para prevenir a gengivite”, explicou Agatha.

Os sintomas da gengivite são:

Gengivas vermelhas e escuras, brilhantes, moles e inchadas.

Ao escovar os dentes as gengivas sangram.

Pode acontecer caso não seja tratada, a separação do dente e gengiva, formando uma cavidade, causando o acúmulo de placa dentária piorando a inflamação e levando a perda de dentes.

Gengivas extremamente vermelhas, cobertas com depósito acinzentado.

Úlceras nas gengivas parecidas com crateras.

Mau hálito.

Dor na gengiva.

Tratamento de gengivite:

Ir ao dentista para a remoção da placa e raspagem.

Polimento dos dentes.

Uso de solução com antisséptico para higiene bucal.

Boa higiene prevenindo o acúmulo de placas bacterianas.

Cuidados com os dentes e gengivas.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!