SAÚDE
Especialista esclarece 7 mitos sobre a diabetes que você precisa parar de acreditar
Por Folha Web
Em 30/10/2017 às 00:34

A diabetes é uma doença que afeta milhares de brasileiros, e este número está crescendo. Mais de 16 milhões de brasileiros adultos tem diabetes, o que representa 8,1% da população. A doença mata mais de 72 mil pessoas por ano no Brasil.

O diabetes é uma das principais causas de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais e está no top 10 das doenças que mais matam.

Apesar de ser uma doença bastante conhecida pela ciência, ainda existem muitos mitos e mentiras sobre a diabetes circulando pela internet e pela boca do povo.

Então, a Folha buscou o médico Cesar Penna, especialista em Endocrinologia e Metabologia, que vai esclarecer quais são os principais mitos e verdades sobre a diabetes.

Mito 1: Se você está acima do peso ou obeso, um dia vai desenvolver Diabetes Tipo 2

Qual é a verdade? Estar acima do peso é, sim, um fator de risco para Diabetes Tipo 2, mas há outros, como a história familiar e a idade. Muitas pessoas acham que o sobrepeso é o único fator. Mas atenção: muitas pessoas magras ou com peso normal têm diabetes e muitas pessoas com sobrepeso nunca desenvolvem a doença.

Mito 2: Comer muito açúcar causa diabetes

Qual é a verdade? A resposta não é tão simples. Diabetes Tipo 1 é causada por fatores genéticos e outras causas ainda desconhecidas. Diabetes Tipo 2 é causada por fatores genéticos e estilo de vida.
Estar acima do peso contribui para o risco de desenvolvimento do Tipo 2, e uma dieta hipercalórica, não importando a fonte das calorias, favorece o ganho dos ‘quilos a mais’. Algumas pesquisas mostraram que o consumo de bebidas açucaradas, como sucos industrializados e refrigerantes, pode ter vínculo com o desenvolvimento de Diabetes Tipo 2.
Uma das medidas para prevenir Diabetes Tipo 2 é reduzir o consumo de bebidas açucaradas, como refrigerantes, bebidas com suco de frutas, sucos e chás industrializados e bebidas energéticas, por exemplo.
Em uma garrafinha de 600 ml de refrigerante, há entre 60g e 70g de açúcar. Isso equivale a 13 pacotinhos de açúcar desses que a gente vê nas mesas de restaurante, ou a um terço de um copo de 200 ml. É muito açúcar.

Mito 3: Pessoas com diabetes devem comer alimentos especiais para diabéticos

Qual é a verdade? Uma refeição saudável significa, geralmente, a mesma coisa para uma pessoa com diabetes e uma pessoa sem diabetes. Com pouca gordura, principalmente saturada e trans; moderada em sal e açúcar; privilegiando cereais integrais, vegetais e frutas. Comida ‘dietética’ quase sempre não oferece benefícios extras. Alguns desses produtos ainda contribuem para aumentar os níveis de glicose, geralmente são mais caros e podem até ter efeito laxante.

Mito 4: Diabetes pode ser transmitida de uma pessoa para outra

Qual é a verdade? Não. Diabetes não é contagiosa. As causas são genéticas e, no caso do Tipo 2, associadas ao estilo de vida.

Mito 5: Frutas são ‘comida saudável’, então posso comer o quanto quiser.

Qual é a verdade? Frutas são alimentos saudáveis. Elas contêm fibras, vitaminas e minerais. A segunda parte da frase, no entanto, tem como resposta: depende. Depende do tipo de fruta, das suas taxas de glicemia, das suas refeições e outros fatores. Por conter carboidratos, as frutas devem ser incluídas no planejamento alimentar e na contagem.

Mito 6: Pessoas com diabetes estão mais propensas a ter gripes e outras doenças

Qual é a verdade? Não. Não há comprovação de que você estará mais sujeito a gripes e resfriados, mas é importante se prevenir. Pessoas com diabetes são aconselhadas a tomar vacinas contra a gripe porque a virose pode tornar a diabetes mais difícil de controlar e também porque, nesse grupo, a gripe pode evoluir mais frequentemente para complicações sérias.

Mito 7: Pessoas com diabetes não podem comer doces ou chocolate

Qual é a verdade? Doces e chocolates podem ser consumidos por pessoas com diabetes, se estiverem dentro de um planejamento alimentar combinado com exercícios físicos. Há algum tempo, eles deixaram de ser proibidos. O ‘pulo do gato’ em relação aos doces e chocolates é que eles devem ser consumidos em pequenas porções e em ocasiões especiais, ou seja, nesses dias você poderá focar as refeições em opções mais saudáveis, permitindo a ingestão de doces. Outra dica importante é evitar pular refeições.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!