II FESTA DO CHAPÉU
Evento terá duplas de sertanejo e reinauguração do Haras
O evento irá ocorrer no Haras Cunhã Pucá nesse sábado (12). As duplas Marcos e Mancini e Marcelo Viola e Ricardo serão as atrações confirmadas
Por Raisa Carvalho
Em 10/08/2017 às 00:21
Marcos e Mancini moram no interior de São Paulo e já tem 10 anos de estrada (Foto Divulgação)

As duplas Marcos e Mancini e Marcelo Viola e Ricardo serão as grandes atrações da II Festa do Chapéu que ocorre nesse sábado (12). O evento irá ocorrer no Haras Cunhã Pucá que volta a ser aberto ao público. Os ingressos estão à venda no Hotel Trevo com uma promoção especial que ocorre até hoje às 18 horas. Todos poderão pagar o valor meia, equivalente a R$ 30,00.

Para o esquenta da festa, a organização realiza um pré-show com a dupla Edilson Marques e Adriano, no Bar do Sindicato, localizado ao lado do Posto Trevo com entrada franca nessa quinta-feira (10). O evento é realizado por Aldair Gonçalves e mais informações podem ser obtidas pelos telefones 99132-1342 ou 99128-1271.

Marcos e Mancini

Atualmente, Marcos e Mancini moram no interior de São Paulo, já tem 10 anos de estrada, e se apresentam pela segunda vez na cidade.

Os artistas já dividiram o palco com vários artistas do cenário musical sertanejo como Edson e Hudson, Humberto e Ronaldo, Henrique e Diego, Teodoro e Sampaio, Cesar e Paulinho, Fernando e Sorocaba, Gino e Geno, Rio Negro e Solimões, Matogrosso e Mathias e Marco Brasil.

Desde crianças, quando moravam na cidade de Abatiá, interior do Paraná, Marcos e Mancini já trilhavam na carreira musical. Em 1999 começaram a se apresentar como dupla, pois mesmo antes já faziam parte da banda “Rabugentos”. Com 15 anos na época, a dupla começou a se apresentar publicamente, cantando em escolas, comícios e apresentações na cidade natal, onde moraram até os 20 anos.

Marcelo Viola e Ricardo

Marcelo Mello do Nascimento, mais conhecido por Marcelo Viola, é músico, autor, compositor e produtor.

Apesar de paulistano inspirou-se, desde muito cedo, nos programas sertanejos que dominavam as emissoras de rádio.

Na ocasião, o expoente nesse estilo de música era o violeiro Tião Carreiro. Orientado então por seu pai, um mestre e amante da viola, Marcelo começou a dedicar-se ao estudo do instrumento. Aos 17 anos grava, com o pai, o primeiro disco: “Uma Viola que Fala”.

Foi quando conheceu Ricardo Reis Bueno, músico, cantor e compositor. Natural de Campo do Meio, em Minas Gerais que chega a São Paulo aos 19 anos. Em 1990, dedilhava, por hobby – sem noção de que começaria ali sua carreira de músico – as primeiras notas no violão.

Dedicado e esforçado conciliava sua atividade de bancário com a de músico. Foi assim, com empenho e muito trabalho, que passou a apresentar-se em badaladas casas noturnas da época. Vozes afinadas e simpatia logo cativavam o público onde quer que a dupla se apresentasse.

Serviço
II Festa do Chapéu
Local: Haras Cunhã Pucá
Data: 12 de agosto (sábado)
Informações: 99132-1342 ou 99128-1271

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!