SEXO E VIOLÊNCIA
Após polêmica, exposição 'Simulacros' entra em cartaz na UFRR
A exposição estava prevista para ocorrer na Orla mas por conta da faixa etária, vou adiada o que revoltou os artistas.
Por Folha Web
Em 13/09/2017 às 20:00
As peças estão expostas no Bloco 1 da Universidade Federal de Roraima (Fotos: Devair Fioreti)

A exposição Simulacros de Adilson Brilhante foi aberta ao público na noite desta quarta-feira, 13, no Bloco 1, da Universidade Federal de Roraima (UFRR) depois de ter sido cancelada a realização no Centro de Atendimento ao Turista localizado na Orla Taumanan.

A mostra retrata, conforme texto do artista, a caminhada do homem, vítima e ator das utopias, do clamor do sexo, da vilania, da violência tão humana, do comércio e do fetiche do corpo. Os temas são retratados por meio de fotos de bonecos e outros brinquedos, e por conta de retratar violência, Conteúdo Sexual, Drogas, a faixa etária da Mostra é 16 anos, o que teria inviabilizado a realização da exposição na Orla, local aberto ao público.


A mudança feita de última hora irritou artistas e organizadores que reclamaram de 'censura", mas segundo a Prefeitura Municipal de Boa Vista, “o local que seria cedido para a exposição é de entrada livre a toda população, não sendo possível controlar a entrada de pessoas por faixa etária, como classificação indicada pela exposição”.


O diretor da Associação Roraimense de Fotografia, Marcelo Camacho explicou que a faixa etária da mostra é 16 anos e o conteúdo são fotos de bonecos e brinquedos que trazem cenas que retratam críticas sociais.

“A arte não faz propaganda, ela coloca em discussão os assuntos e levanta questionamentos”, explicou o diretor ao agradecer toda a comunidade acadêmica da UFRR que está recebendo a exposição. O trabalho do artista deve ficar em cartaz até o final do mês.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!