HOSPITAL GERAL
Falta de energia gera demora no atendimento no HGR
A direção do hospital esclareceu que as causas da falta de energia elétrica, registrada na manhã de hoje, ainda são desconhecidas pela unidade
Por Folha Web
Em 22/09/2014 às 17:20
A falta de energia na unidade gerou filas na recepção, raio-X e tomografia (Foto: Divulgação)
A demora no atendimento nesta manhã, 22, no Hospital Geral de Roraima tem gerado reclamação. Os pacientes disseram que o problema foi ocasionado pela falta de energia na unidade.

Segundo relatos, há somente um gerador que está abastecendo a área do Trauma e do Centro de Terapia Intensiva. A fila é grande na recepção, no setor de raio-X e tomografia.

Uma paciente do município Bonfim chegou à unidade às 7 horas e ainda não foi atendida. Ela está com pedras nos rins e se queixa de dores. Ela reclamou da demora no atendimento.

Outra paciente foi classificada com a cor laranja, que significa muito urgente. Ela está na unidade faz duas horas e meia. Para que fosse atendida, o filho dela foi à administração pedir providências.

A direção do hospital esclarece que as causas da falta de energia elétrica registrada na manhã são desconhecidas pela unidade. A direção já acionou a Eletrobrás Distribuidora Roraima sobre o problema e aguarda retorno.

A unidade dispõe de geradores que, em casos de interrupções no fornecimento de energia elétrica, são acionados imediatamente para atenderem aos setores considerados vitais ao funcionamento da unidade: a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Centro Cirúrgico, Grande Trauma, Central de Material e Esterilização (CME) e os corredores.

Quanto à denúncia de demora no atendimento, a unidade esclarece que mesmo diante da falta de energia, o Acolhimento com Classificação de Risco, continua sendo feito normalmente.

Segundo a direção da unidade, todos os pacientes classificados nas cores vermelha (atendimento imediato), laranja (em até 10 minutos) e amarela (em até 60 minutos) são priorizadas e estão sendo atendidas dentro do prazo preconizado.

O maior volume de reclamações advém de pacientes classificados nas cores verde e azul, que deveriam ser atendidos inicialmente na Atenção Básica. Nenhum paciente tem atendimento negado no HGR, no entanto, estes casos requerem uma espera maior, uma vez que os casos mais graves são priorizados.

“Lembramos que a Ouvidoria do HGR está à disposição do usuário para todos os esclarecimentos possíveis”, diz a nota.

Com informações de Jéssica Laurie
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!