AÇÃO CONJUNTA
Furto a policial leva à prisão de bando
Investigação foi iniciada a partir do furto de um aparelho de som do carro de um policial militar, na madrugada de sábado
Por João Barros
Em 30/08/2016 às 00:46
Cinco elementos foram presos com esses produtos durante investigação dos agentes do 2º DP (Foto: Divulgação)

Uma ação conjunta, realizada pelas polícias Civil e Militar, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope), conseguiu prender um bando que praticava crimes como furtos, assaltos, receptação e tráfico de drogas. Dentro de uma residência,  os policiais encontraram materiais que eram fruto de delitos.

Na manhã de ontem, 29, os policiais do 2º Distrito Policial, onde o caso foi registrado, começaram a fazer diligências, na Capital, tendo como ponto inicial uma residência localizada no bairro Asa Branca, também na zona Oeste. Assim que chegaram à casa, onde funcionava uma “boca de fumo”, os policiais conseguiram prender em flagrante Joab Maciel dos Santos, 24 anos.

No imóvel foram encontrados televisores, celular, central de ar-condicionado, ventiladores, caixa de som, botijas de gás, aparelho de som, placas de veículos, um simulacro de pistola, aproximadamente 300 gramas de crack e uma balança de precisão, além de R$529,00 em cédulas trocadas, o que caracteriza dinheiro do tráfico.

Com a prisão de Joab, outros infratores foram identificados, localizados e também conduzidos à delegacia. “Ele contou quem eram os comparsas nos crimes e quem eram os que trocavam os produtos por drogas”, explicou um agente de polícia. Ele tem ao menos cinco passagens pela polícia como usuário de drogas, no entanto, com o flagrante vai responder pelo crime de receptação e tráfico de drogas.

Como o acusado estava dentro da residência no momento da abordagem e confessou ser o dono de todo o material depositado dentro de um cômodo da casa, ele foi flagranteado e, na manhã de hoje será apresentado em audiência de custódia, quando a Justiça decidirá se ele será liberado ou recolhido ao sistema prisional.

Os demais elementos foram indiciados pelos crimes de roubo e furto, por meio de um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (B.O.C), porque eram responsáveis por levar os produtos até a residência de Joab e faziam a troca por drogas. A polícia afirma que, vítimas de roubo e furto devem comparecer ao 2º DP para fazer o reconhecimento do material apreendido para que os procedimentos de restituição sejam efetuados.

A investigação foi iniciada a partir do furto de um aparelho de som do carro de um policial militar. A vítima procurou a Polícia Civil para registrar ocorrência e comunicar que, na madrugada de sábado, 27, deixou seu carro estacionado em frente da sua casa, no bairro Jóquei Clube, zona Oeste, quando foi acordado por um vizinho, por volta de 01h30, afirmando que  três elementos empurravam o veículo pela rua.

O alerta feito pelo vizinho chamou a atenção dos ladrões, que quebraram o vidro do lado do passageiro, tiraram o som,  alguns documentos, ferramentas, abandonaram o automóvel e fugiram. (J.B)

Comentários
Miranda disse: Em 30/08/2016 às 12:33:01

"Só foi resolvido porque foi contra um agente da lei, se fosse um cidadão comum, registraria o BO e solução que é bom nada!"