ESCOLAS INDÍGENAS
Governo abre inscrições para contratação temporária de professores substitutos
Gostei (19) Não gostei (3)
Inscrições para processo seletivo simplificado indígena começam na próxima segunda
Por Folha Web
Em 11/03/2017 às 10:50
O edital contendo todas as informações sobre o seletivo, como a documentação necessária, está disponível no Diário oficial do Estado, na Seed e no Cefor (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado, por meio da Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desporto), lançou esta semana, edital de PSSI (Processo Seletivo Simplificado Indígena) para a contratação temporária de professores substitutos, visando suprir as necessidades das Escolas Estaduais Indígenas. O objetivo é contratar 1.477 profissionais que atuarão em diferentes regiões do Estado.

As inscrições começam na próxima segunda-feira (13) e se estendem até o dia 17. Serão selecionados professores indígenas para atuar com turmas do 1º ao 5º ano, do 6º ao 9º ano, Ensino Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Os candidatos interessados devem fazer a sua inscrição no Ceforr (Centro de Formação dos Profissionais de Educação de Roraima), na Avenida Presidente castelo Branco, 668, bairro Calungá, das 8h às 12h e das 14h às 18 horas. O edital contendo todas as informações sobre o seletivo, como a documentação necessária, está disponível no Diário oficial do Estado, na Seed e no Cefor.

A seleção dos candidatos será feita pela Comissão de Análise da Seed e Opir (Organização dos Professores Indígenas de Roraima) e será composta por análise curricular (caráter classificatório), avaliação de títulos, entrevista oral e prova escrita, também de caráter eliminatório, sobre o domínio das habilidades e competências para os candidatos de língua materna.

A contratação dos profissionais acontece em virtude do encerramento de contratos temporários de professores indígenas celebrados nos anos de 2015 e 2016, e de afastamentos legais de servidores efetivos do quadro da União e do Estado.

Serão 386 vagas para o Ensino Fundamental, 482 para o Ensino de Língua Materna Indígena, do 1º ao 9º ano, Ensino Médio e EJA; e 609 vagas, para atender necessidades de turmas do 6º ao 9º ano, Ensino Médio e EJA, e também no ensino de Línguas Estrangeiras Modernas (inglês e espanhol).

A carga horária destinada aos profissionais será de 30 horas semanais, podendo ainda o profissional atuar em mais de uma escola ou turno, de acordo com as necessidades das unidades. Na inscrição, o candidato deverá escolher preferencialmente, por escolas localizadas na sua região/município, ou pela unidade mais próxima de seu domicílio.

A remuneração dos profissionais varia de acordo com a graduação: para docentes com nível médio/fundamental (Língua Materna), o vencimento será de R$ 2.433,89; Professores com nível médio/Magistério Indígena farão jus à remuneração de R$ 3.004,80. Professores de nível superior, com Licenciatura Plena, receberão R$ 3.782,94.

Em 2015, foram contratados por processo seletivo 487 professores. Os contratos foram renovados e em 2016, outros 1.021 profissionais somaram forças aos demais. Esses contratos terminam agora em março, quando termina também o último calendário letivo referente a 2016. De acordo com o Censo Escolar 2016, em todo o Estado existem 257 escolas indígenas, que atendem mais de 15 mil alunos.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!