JOGOS ESCOLARES DE RORAIMA
Governo adia os Jogos Escolares
Em nota enviada pela Secretaria de Estado de Imprensa e Comunicação Social (Secom), não justifica o motivo do adiamento e nem informa uma nova data para realização dos Jogos
Por Ribamar Rocha
Em 09/08/2017 às 00:25
Jogos Escolares é a maior festa esportiva do Estado de Roraima (Arquivo Folha/Seed)

Depois de divulgar a abertura da etapa final dos Jogos Escolares de Roraima deste ano para esta quinta-feira, dia 10 de agosto, no ginásio Hélio Campos, o Governo do Estado anunciou ontem que vai adiar a realização dos Jogos Escolares deste ano.

Em nota enviada pela Secretaria de Estado de Imprensa e Comunicação Social (Secom), não justifica o motivo do adiamento e nem informa uma nova data para realização dos Jogos.

“A Seed (Secretaria Estadual de Educação e Desporto) informa que foi realizada uma reunião prévia com equipe do IDRR (Instituto de Desporto de Roraima), para definir uma nova data para o início da etapa final dos Jogos Escolares de Roraima. Informa ainda que, assim que for definida uma nova data, será informado à imprensa”.

Embora a nota enviada pelo Governo afirme que não tem uma data definida, a Folha teve acesso a um documento do IDRR informando que a nova data da etapa Final seria de 14 a 23 de setembro para a categoria Mirim e de 28 de setembro a 07 de outubro para a categoria Infantil. Ou seja, as finais seriam realizadas depois das etapas nacionais já divulgadas pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB).

A Folha recebeu denúncia anônima informando que o motivo inicial apontado pelo IDRR seria a falta de colchões para alojar as centenas de atletas do interior, assim como a falta de comida para servir os atletas, treinadores e professores.

“Mas se o motivo fosse realmente esse, o próprio IDRR teria providenciado isso bem antes, pois sabiam que tinha que alojar esses atletas. Até porque esse incêndio que aconteceu no ginásio Totozão e queimou os colchões foi no mês de maio e as quentinhas que seriam servidas para a alimentação das delegações do interior também poderiam ter sido contratadas a tempo”, afirmou. 

O denunciante prossegue afirmando entender que o motivo do adiamento deve estar ligado diretamente ao fato de o Governo tentar justificar a não participação dos atletas de Roraima na Etapa Nacional dos Jogos Escolares deste ano.

“Se não houver a etapa estadual até o começo de setembro não vai dar tempo haver a inscrição dos atletas para que possam participar dos Jogos Escolares da Juventude, que este ano acontece em Curitiba-PR de 12 a 21 de setembro”, disse. “Não vai dar tempo e o Governo vai aproveitar isso para tentar justificar por que não deu passagens para os atletas participarem da competição nacional”, afirmou.

Outro denunciante, que também pediu para não ser identificado, afirmou que a Secretaria Estadual de Educação estaria ainda montando um processo licitatório para a aquisição dos colchões e para o fornecimento de marmitex para a delegação do interior. “Mas para quem entende de licitação sabe que não vai dar tempo. Isso é outro engodo do Governo”, afirmou.

Enquanto isso os mais de 2.800 alunos/atletas, treinadores e professores de escolas públicas e particulares dos ensinos Fundamental e Médio, dos 15 municípios, ficam indecisos quanto à realização dos Jogos que seria disputado em dez modalidades esportivas.

Nos desportos coletivos, as disputas seriam nas modalidades de basquete, handebol, futebol, futsal e voleibol. No individual, nas modalidades de atletismo, natação, ginástica, judô, karatê e tênis de mesa.

FASE FINAL – As disputas da fase final, que reúnem 2.800 alunos, estavam programadas para ocorrer no Ginásio Hélio Campos, Escola Gonçalves Dias, Instituto Federal de Roraima, Escola Lobo D’Almada, Vila Olímpica Roberto Marinho e na Escola Penha Brasil.

Os campeões, assim como acontecem em todos os estados do Brasil, ganham troféus e medalhas e garantem o passaporte para representar o Estado nos Jogos Escolares da Juventude, que este ano será realizado no Paraná e em Brasília nos meses de setembro e novembro, respectivamente.

lili disse: Em 09/08/2017 às 10:29:45

"ridículo isso, RIDÍCULO PARA O NOSSO ESTADO"